As listas

aba_20060121_Assembeia-da-Republica_0928-712311

Sempre que há eleições em Portugal, a polémica com as listas é sempre uma constante.

Temos visto, nos últimos dias, problemas nas escolhas dos candidatos.

Infelizmente costuma ser um hábito, os políticos mudaram-se do seu distrito de origem para outro mais conveniente e onde a sua eleição seja mais garantida.

Qual a consequência de tudo isto? Vamos ter políticos que deveriam defender o distrito por onde forem eleitos mas que nem sabem quais são os problemas reais.

No Porto, por exemplo, Miguel Frasquilho faz parte da lista do PSD, mas não se conhecem ligações ao distrito.

O mesmo se pode dizer de Ana Paula Vitorino do PS que sai da lista alfacinha para a do Porto.

O que dizer de Manuela de Melo que passou para a lista de Lisboa ou Francisco Assis que se mudou para o distrito de Leiria.

Depois há igualmente os filhos de políticos que também nas listas.

Luís Filipe Menezes (filho) ou Nuno Encarnação, filho do presidente da Câmara de Coimbra, Carlos Encarnação, são apenas alguns dos exemplos.

Bem sei que tudo isto é legítimo… mas não será tudo isto reprovável do ponto de vista moral.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.