Julio Magalhães VS Marques Mendes: quem está a mentir?

No seu habitual espaço de revelações bombásticas na SIC Notícias, Marques Mendes informou o país, com o rigor a que já nos habituou, que Júlio Magalhães teria recebido um convite do “Partido Socialista a nível nacional” para liderar a candidatura do PS à CM do Porto, tendo a questão sido discutida com a administração do Porto Canal. Tratou-se, segundo Marques Mendes, de “um convite ao mais alto nível do Partido Socialista ao nível nacional”.

Já no decorrer desta semana, questionado pela mesma SIC Notícias, Júlio Magalhães apresentou a sua versão dos factos, incompatível com a de Marques Mendes. Segundo o director do Porto Canal, “foi apenas uma mensagem“, à qual respondeu “imediatamente que não“, tendo o assunto morrido logo ali. [Read more…]

Porto Canal e mística portista

 manutencaoArmindo de Vasconcelos

O “Porto Canal”, a estação de televisão que mais se aproxima do meu conceito de projecto para a informação privilegiada de um clube, mostra como o FC Porto contornou certas tentações, de que o canal Benfica TV é o exemplo acabado com o apanágio da chicana e do insulto. E isso faz toda a diferença!

Se me disserem que a Benfica TV, entretanto, inverteu este rumo desde que deixei de vê-la, então considero o que escrevi como registo histórico, removendo-a do presente.

É óbvio que o aberrante, por vezes, pode divertir-nos. A mais execrável conduta pode lançar-nos um sorriso no olhar. Temos esta particularidade de rir – ou sorrir – de tudo aquilo que, ainda que sórdido ou dramático, só pode ser visto à luz da caricatura. Eu próprio gozei imenso com aquela invenção pré-histórica de “transmitir” os jogos do Benfica com círculos num tabuleiro, que se mexiam, alegadamente mostrando o desenrolar do jogo que corria ao lado, na SportTV ou num canal generalista. Burlesco, no mínimo, como burlescos se tornavam alguns lugares comuns do insulto ao FC Porto, durante essas transmissões, mesmo quando o adversário não era o dragão. [Read more…]

O Porto Canal e o Norte

Foi hoje apresentado o novo Director-geral do Porto Canal, o jornalista Júlio Magalhães, antigo Director da TVI.

O Forte Apache e o Aventar foram dos primeiros blogs a avançar com essa possibilidade que agora se concretizou. Mesmo assim, o Júlio Magalhães vai continuar a “conversar” com Marcelo Rebelo de Sousa, ao Domingo, na TVI até ao final do contrato de Marcelo Rebelo de Sousa (Maio) e, quem sabe, “as conversas” continuarão, depois, no Porto Canal. Quem sabe…

Neste primeiro dia do Júlio Magalhães no Porto Canal destaco duas frases: “é um sonho estar aqui” e, meio a sério, meio a brincar, “estou sentado na minha cadeira de sonho“. Quando se dirigiu aos seus novos colegas, fiquei positivamente surpreendido quando afirmou, “não venho ensinar nada a ninguém, venho trabalhar com excelentes profissionais“. Um gesto de modéstia que só lhe ficou bem e que diz muito sobre quem é Júlio Magalhães.

Desde que o F.C. Porto chegou ao canal, as audiências dobraram e o prime-time da cabo no Grande Porto passou a ser disputado taco a taco. A liderança já não é uma miragem. Conquistado o Grande Porto, é hora de avançar para toda a Região Norte. Por isso mesmo, não foi por acaso que Jorge Nuno Pinto da Costa aproveitou para anunciar a nova delegação do Porto Canal em Braga. Uma aposta forte do canal que, também ele, acreditou na força de Braga 2012:Capital Europeia da Juventude e em Braga enquanto motor do Minho.

(igualmente publicado AQUI)

TVI trava notícias do Freeport

Uma das formas de controlar a comunicação social é através da publicidade que instituições como o Turismo de Portugal coloca, entidade esta onde manda um amigo de adolescência de José Sócrates, Luis Patrão . Pois, quem deu notícia das “embrulhadas” em que se meteu Sócrates, não “mama” diz um estudo da Mediamonitor/MarKtest. O Público foi outro dos que ficou à margem, não “mamou”. A SIC e a RTP “mamaram, portaram-se bem!

Isto refere-se ao Estado e às empresas controladas pelo Estado, e parece que quem levou algum, foi o Luis Figo e a Deputada Inês de Medeiros. A PJ terá detectado três transferências para Figo no montante de 750 000 euros.

Entretanto, Manuela Moura Guedes apresentou uma queixa directamente contra José Sócrates o que poderá levar a que o Primeiro Ministro seja inquirido por um magistrado. Muitos são os que estão a ser ouvidos ou vão ser ouvidos pela Comissão Parlamentar de Ética, políticos, jornalistas e empresários de comunicação social com o intuito de se confirmar ou não o condicionamento  da liberdade de imprensa.

Tudo isto sem que ninguem saiba de nada a começar pelos próprios que foram escutados e pelos que viram o seu nome envolvido nas escutas, incluindo, claro está, os membros do governo e, muito menos, o Engº José Sócrates que negou conhecimento e que, depois de apanhado em contradição, introduziu o “formalmente”.

Diz a Sábado e confirma o novo homem forte da estação ao dizer que as notícias saem mais espaçadas. Júlio magalhães não diz é qual é o espaço mas pelo que se tem visto é quase sideral, desde que Manuela Moura Guedes de lá saiu, nunca mais houve Freeport. E, agora, temos este incómodo de saber que Júlio Magalhães é mencionado nas escutas do processo face Oculta.

A direcção da TVI foi acusada na ERC de não pôr no ar todas as informações que tem sobre o caso Freeport, mas sabe-se que não há peças prontas a serem divulgadas por haver divergências na redacção sobre o carácter noticioso de alguns documentos.

Tudo acasos, tudo isto é vida, tudo isto é fado!