Mais um padre a vir à tona

Mais um padre a vir à tona…

Gaston Borges, nascido em Paris e filho de pais portugueses, foi detido a 27 de Dezembro, acusado de pedofilia.

Não serve de muito o Sr. Alberto Mateus, presidente da Amicale Franco-Portuguaise, de Sens, confessar que ficou perplexo. Hoje em dia já ninguém fica perplexo perante os crimes de pedofilia dentro da igreja. O que urge é puni-los.

O que interessa neste caso, como em todos os outros, é que o Sr. Gaston Borges seja entregue à justiça, julgado e condenado se assim for decidido. O Sr. Gaston Borges é um criminoso como qualquer outro que não seja padre, e a igreja não pode, pelo inadmissível poder que detém, abafar o caso, como tem sido a sua prática.

Não tem nada a ver com o caso, e digo isto a talhe de foice, mas a minha consideração e o meu apoio a Manuel Alegre estão definitivamente comprometidos, depois de saber, pela boca de Namora, que ele foi um dos que tudo fizeram para abafar o escândalo pedófilo dentro do PS. Até parece que foi ensinado pela igreja. Inadmissível!!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.