Bye, bye, Kléber, volta Farías

Kléber veio e vai-se. Farías ia-se e não vai. Afinal, dizia há dias um aventador azul e branco, “no FCP contrata-se primeiro e fala-se depois. Outros falam primeiro, e entretanto são ultrapassados pelos acontecimentos…“. Excepto quando os acontecimentos ultrapassam o FCP, digo eu.

Comments


  1. Ou quando não se está para pagar a mais. É que nem todos os clubes são financiados pelo petróleo angolano.


  2. Creio que o Porto fez um bom negócio ao não contratar o Kléber. Sou cruzeirense e com o craque conseguimos chegar à nossa quarta final de Libertadores da América, ano passado. No entanto, olhando o retrospecto dos jogadores brasileiros atuando no exterior e o próprio temperamento do “Gladiador”, sabia que era questão de tempo até o atacante brigar com algum dirigente ou treinador, fazer as malas e voltar para o SE Palmeiras ou afins. Kléber é um jogador diferenciado, de excelente toque de bola, muito domínio e faro de gol, mas é explosivo e encrenqueiro e, certamente, teria problemas disciplinares.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.