O pesetero Luis Figo – breve biografia


Luis Figo sempre foi uma personalidade controversa e não é de hoje que está no meio da polémica. Revejo-me muito no que foi escrito aqui, no «post» e sobretudo na caixa de comentários.
Aqui ficam, na óptica do Aventar, alguns dos momentos mais significativos da sua carreira desportiva:
– Em 1989, estava no Sporting, era presidente Sousa Cintra, e assinou ao mesmo tempo pelo Benfica. Voltou atrás quando o Sporting dobrou a proposta do Benfica.
– Em 1995, estava ainda no Sporting quando assinou por dois clubes italianos ao mesmo tempo, Parma e JUventus. Ficou impedido pela Federação Italiana de Futebol de se inscrever em qualquer clube italiano durante dois anos.
– Ainda nesse ano, recusou a renovação pelo Sporting, razão pela qual, em fim de contrato, acabou por sair para o Barcelona por um valor irrisório.
– Em 1997, no rescaldo do «Caso Paula», pelo que se disse na altura, terá arremessado, no Hotel onde a Selecção estagiava, um saco de urina ao jornalista da SIC, Nuno Luz, que estivera envolvido na cobertura daquele execrável «Os Donos da Bola».
– Em 2000, idolatrado e reverenciado pelos adeptos do Barcelona e por toda uma região, a da Catalunha, assinou contrato com o Real de Madrid sem qualquer explicação, dando origem ao epíteto pelo qual é mais conhecido, o de «pesetero».
– Em 2001, quando foi eleito o Melhor Jogador do Mundo pela FIFA, fez o discurso da vitória em espanhol.
– Em 2006, já no Inter de Milão, festejou de forma efusiva e despropositada, no banco de suplentes, o golo do Inter de Milão contra o Sporting.
– Em 2007, anunciou que iria jogar na Arábia Saudita e chegou a ser apresentado em conferência de imprensa pelo clube saudita.
– Em 2008, disse que gostava de ter voltado ao Sporting, mas que nunca fora convidado.
– Em 2009, terminou a carreira colocando uma cabeleira de palhaço na cabeça.
– Em Setembro de 2009, durante a campanha eleitoral para as Legislativas, terá alegadamente anunciado o seu apoio a José Sócrates a troco de 750 mil euros.

Comments

  1. Couvegalega says:

    Na realidade não reconheço grandes qualidades de caracter a Luis Figo!
    A imagem que tenho dele, é a de que o dinheiro fala mais alto! A ética é coisa dos livros!
    Agora, tenho algumas dúvidas nessa notícia sobre os 750.000€!
    Se lhe fosse pago esse montante por participar num programa televisivo, radiofónico, anúncio publicitário, ainda era capaz de comer, mas receber essa quantia em dinheiro apenas para aparecer num almoço com Sócrates, acho rídicilulo!
    Ou então como dizía o meu Avô, no final de algumas festas:
    “ESTÁ TUDO BÊBADO, PORRA!”

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Se calhar está tudo maluco mesmo.
      Como é que se pode pensar que Luis Figo dá um voto a quem quer que seja?

  2. António Soares says:

    Ídolos…e os seus pés de barro!!!Quem diria!!!Ricardo,qualquer dia vai tudo preso…


  3. A saída do Barcelona, apesar de polémica, fez-se segundo as regras. O Real pagou o valor da cláusula de transferência ao Barça.

  4. Ricardo Santos Pinto says:

    Lá vem este. E pôr uma cabeleira de palhaço também não vai contra as regras. E festejar o golo contra o Sporting também não é contra as regras. E declarar apoio a um Partido em troca de dinheiro não é ilegal (para ele, não para quem lhe paga).
    Logo, falamos.


  5. Na cabeleira (festejo do campeonato) e no festejo do golo (normal em futebol) não vejo nada de mal. Nos restantes comportamentos nada tenho a dizer. Se “vendeu” o apoio a troco de 750 mil euros acho mal.

    • rui verissimo says:

      mas o figo foi um dos poucos desportistas a ter uma fundação so por isso mereçe respeito!!!

  6. Luis Moreira says:

    Eu acho é que ele está cheio de massa, se não estivesse cheio de massa, agora que não joga, ninguem sabia quem ele era, ou foi…

    • Luís Moreira says:

      João Paulo ainda não sabias que o FCP encostou.É, pá, eu só de saber que o Fernando e o Ricardo ficam chateados, estas derrotas do dragão já não me dão o mesmo gozo… o João José joga em dois tabuleiros, tem sempre à mão a Briosa…

Trackbacks


  1. […] o português Deco. E queiram ou não queiram todos aqueles que sempre o olharam de soslaio, como o Pesetero, a verdade é que Deco passa a ser o único jogador português Campeão Nacional em quatro países […]


  2. […] mais barato que o pesetero Figo ficou Fabio Coentrão – bastou Mário de Almeida assobiar, e o caxineiro lá foi dizer que […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.