Apontamentos do Porto (1)

(Rio Douro, Cidade do Porto)

Comments

  1. António Ferraz says:

    Ribeira

    Barcos parados
    nas águas mansas
    tecendo melancolias.

    Veias de sonho
    no tempo esquecidas,
    secretas vidas
    de corpos nus.

    Tomba de longe
    pálida luz,

    e a madrugada
    com mansodão
    bebe-lhes o medo…

    -Só o vento
    lhes rompe a solidão.

  2. António Ferraz says:

    António Ferraz :
    Ribeira
    Barcos parados
    nas águas mansas
    tecendo melancolias.
    Veias de sonho
    no tempo esquecidas,
    secretas vidas
    de corpos nus.
    Tomba de longe
    pálida luz,
    e a madrugada
    com mansidão
    bebe-lhes o medo…
    -Só o vento
    lhes rompe a solidão.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.