Sob o segredo da (in)decência

Entrou numa empresa como a PT directamente para Director sem qualquer experiência prévia. Entrou numa lista de 25 pessoas presente ao governo sem qualquer ajuda política. Foi escolhido para administrador sem aproveitar o conhecimento e amizade pessoal com o primeiro ministro . Tudo protegido pelo segredo de Justiça! Não respondo, não posso responder!

Como é que se entra para director para a maior empresa do país , directamente, aos 27/28 anos ele não explica, como aliás ninguem consegue explicar. Como se entra numa lista de vinte e cinco crâneos aos 32 anos sem ajuda amiga tambem passa ao lado. Como é Administrador da maior empresa do país aos 32 anos sem ajuda política, para a quota do Estado, note-se, ainda se percebe menos.

Mas neste país o inexplicável tornou-se banal, contam-nos histórias que fazem de nós mentecaptos, atrasados mentais, gente sem capacidade de análise e  gente burra que não sabe nada da vida de empresas, nenhum de nós tem experiência, nenhum de nós precisou de ter uma carreira, tudo nos caiu no colo.

Bem se percebe que o primeiro ministro nos queira vender esta versão, afinal foi o que aconteceu com ele, nunca teve um emprego digno desse nome, foi subindo nas Jotas e no aparelho do partido, chegou a ministro sem experiência profissional e de vida, é pois natural que ache normal ter uma vida assim.

Não é, e ninguem acredita numa só palavra das que estes rapazes foram debitar para a Assembleia da Republica. E a prova, é que são tão maus que se deixaram apanhar numa caricata operação de controlo de uma estação televisa, a mesma que tinha uma jornalista que atacava o chefe, o seu querido e admirado chefe!

É com esta gente que chegamos ao último lugar no que ao bem estar diz respeito e a um país profundamente injusto, temos dois milhões de pessoas abaixo do limite da pobreza e outros tantos a receberem o salário mínimo, tudo num país onde rapazes com 36 anos ganham 2.5 milhões de euros/ano!

Acredita quem quer!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.