O corno é sempre o último a saber

A ministra da Educação desmente o documento que acabou de enviar aos sindicatos. Onde havia um (mau) acordo, passou a haver uma imposição não negociada.

Tudo leva a crer que a própria ministra foi ultrapassada por Teixeira dos Santos, até porque o estatuto que agora tenta impor dá vontade de rir a quem conheça a realidade das escolas, embora faça sentido se pensarmos num projecto de privatização do ensino público, verdadeiro objectivo político de Sócrates.

Isabel Alçada foi ultrapassada pelos acontecimentos, e remetida à sua condição de mera relações públicas. Mas neste caso nem foi ela a última a saber…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.