2.3 milhões de euros a arder ao vento

Ventos com força de furacão (265 Km/h) colocaram em Ardrossan, Escócia, esta turbina a arder por causa de rotação a velocidade excessiva. Possivelmente, digo eu, foi o sistema de travões que falhou. No nosso panorama habitualmente planeado com primazia, há umas turbinas bem perto de zonas habitacionais – basta fazer a A8 e observar alguns exemplos. Mas a sorte protege os audazes e nós ousamos e bem.

foto e notícia: The Telegraph

Comments

  1. Miguel says:

    As eólicas tem imensos argumentos contra, mas usar esse, sinceramente, é obsessão, como se noutras formas de energia também não ocorressem desastres provocadas por temporais….
    Vá, não exageremos a roçar o fanatismo cego.

    • jorge fliscorno says:

      Mas isto não é nenhum argumento contra ou a favor das eólicas. É, antes de mais, um relato e depois uma nota sobre a forma caótica como as autorizações foram dadas.

  2. Miguel says:

    Já agora, isso também já sucedeu pelo menos uma vez em Portugal, se não me engano, precisamente na zona Oeste que referiu, em que uma torre se incendiou.
    http://www.jn.pt/CidadaoReporter/Interior.aspx?content_id=1360341

  3. Zuruspa says:

    Uma turbina incendiada vs. Fukushima ou Chernobyl ou 3 Mile Island… mmm… prefiro a turbina, sem dúvida!

    Até porque a turbina tem seguro, coisa que a central nuclear está isenta! Vede a lei!

    • jorge fliscorno says:

      E tinham que ser plantadas indiscriminadamente em tudo que é monte? Já não bastava o caos urbanístico do litoral, também tinha que chegar ao monte. Conhece, por exemplo as turbinas montadas ao lado da Nazaré? Belo!

      • Zuruspa says:

        Por acaso até conheço. Mas isso näo invalida que sejam a melhor opçäo.

        Em Portugal näo há ordenamento territorial algum, queria que começassem a fazê-lo pelas turbinas eólicas?
        E ademais, as turbinas estäo onde antes estavam moinhos de vento, e pelo mesmo motivo. Säo é maiores.

        Já que quer falar de “poluiçäo visual”, atente nas auto-estradas.

  4. JMOS says:

    Para já uma turbina não tem travões: o control da velocidade é feito pela inclinação das pás ou por incremento da carga.
    Estamos num país em que toda a gente está contra tudo.
    Qualquer pequeno acidente serve logo para parar, desistir,etc
    Vamos é poupar no consumo

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.