Coisas que coisam os coisos

Cartoon de  Zapiro

Gosto muito de fazer rir. Se tivesse jeito, vocação ou ocasião, gostaria de ter sido humorista e agradeço muito ao Aventar dar-me a possibilidade de compensar, minimamente, esse meu desejo infantil, ao ser-me permitido, por vezes, escrever umas larachas e ficar convencido de que fui engraçado.

Vivo maravilhado com gente como o Ricardo Araújo Pereira e fico extremamente satisfeito por ver que a vida e o público fazem justiça ao seu talento. O que me irrita é a realidade lembrar-se de coisas que gostaria de ter sido eu a inventar, como aquilo que se passa entre os meninos da maioria parlamentar que governa e os outros meninos da mesma maioria que também governa, mesmo não governando.

Acontece que, estando o consenso prestes a verificar-se, PS, de um lado, e PSD e CDS, do outro, acabaram por se desentender não sei bem acerca de quê, mas, seja como for, desentenderam-se, que é a maneira que eles têm se entenderem.

E desentenderam-se porquê? Segundo parece, os três aprovaram um documento. Depois da sua aprovação, o PS quis rever o dito documento, o que foi recusado pelos outros, porque um documento, depois de aprovado, passa a ser “histórico” [sic] e, portanto, não pode ser revisto. Na melhor das hipóteses, a maioria admitia rever a “política económica e a estratégia orçamental”, elementos que talvez fizessem parte do conteúdo do documento já histórico. Zorrinho, para quem a semântica não é uma brincadeira, deu retoricamente um murro na mesa e, mesmo correndo o risco de ferir os nós dos dedos de uma mão também retórica, bateu com a porta e quebrou o consenso, qual forcado na frente de uma manada de touros. Touros retóricos, entenda-se.

Comments

  1. palavrossavrvs says:

    Fernando, acredita, tu és mesmo, mesmo, mas mesmo, engraçado, inteligentemente engraçado, pertinentemente engraçado.

    É contigo [com o que escreves, recebo a NL do Pisco] que dou comigo a rebolar no chão a rir, mas também a pensar que penso como pensas.

  2. maria celeste ramos says:

    Gosto do humor português em geral (e do alentejano em especial) exceptuando os “vilhenas” – mais do que qualquer outro já que certo humor britânico consegue ser pior do que qualquer velhena, ou mesno que o envelhecido e caquético Hermano José, pois por mais que tenha introduzido “novo humor”, logo apodreceu e mesmo se tornou putrefacto – Sim o Ricardo Araújo e mesmo o seu grupo, são delirantes, mas Ricardo é o melhor e é o Humor Inteligente, mesmo quando se aventura na política, que. agora, nem sequer dá para muito humor – RTP2 19:30H – Bernardino Soares do PCP um dos mais antigos parlamentares (já há 10 anos e perpassando vários governos), em entrevista e que me parece dos últimos (ou o único) sério na AR – e que com este programa de governo não se pagará nada de dívidas por não haver recursos que só virão do crescimento que não há – pelo contrário só com crescimento se poderá pagar dívidas públicas – é anacrónico ter apenas mercado com a UE que não permite nem mercado interno nem — tem de haver relação entre o que se paga de dívida e o que se cresce – e a alemanha´pós guerra só pagava 5% – a realidade é tão brutal que acabaré por se impor – não estou certo de 2015 – a base de apoio desta minoria esboroa-se para além das sondagens pois há outros “valores” – cá e noutros países europeus a desgraça graça – Jornadas de PCP a moratória de supensão de pagar casa – quem paga ?? Soares – durante certo tempo não paga agora e mais adeente com novas condições económicas e certamte com um prazo – sem esta medida a pessoa perde a casa e não será sequer interêsse dos bancos – Há dias fui contactado por cidadão por correio electrónico que ficou desempregado e o banco aumentou-lhe o spread – não há REGRAS – há que impedir que se perca a casa – E do tratado orçamental nem tudo se pode cumprir e não serve para nada – o tribunal europeu sobrepôe-se ao nacional ++ etc e só Portugal e a Grécia o assinaram e quem decide a nossa política orçamental e social ?? é um espartilho – bem desejo-lhe boa digestão do pombo torcaz e do porco de pata preta e dos 12 vinhos de mesa e 10 licores – Nem é dos que engordou mais mas está com eles (????) – e diz que já há exaustão fiscal e fomenta mais a evasão fiscal – Hollande mais possibilidades – não pomos na mesma prateleira Hollande e Sarkozy mas há rejeição de políticas – os “pobres” rejeitaram o caminho seguido – esta situação não se inverte sem outras medidas económicas e nada se vê na prática e a própria OCDE diz que — ++ os project bond só se aplicam onde as empresas importantes mandam mas as nossas melhores empresas afundam como as ligadas à saúde com dificuldades de tesouraria e assim afundam – Ps alinhado com privatizações Tap + Galp + Ana + horas extra a valer metade e despedir por “inadaptação” – é uma parte do PS que não colhe – O PR não é um factor neutro e chamar-se campeão do desenvolvimento económico – tem 43 anos a legislatura a terminar e ?’ os mega-agrupamentos recebem recusas por todo o lado e teremos de discuir isso – ++ os cuidados de saúde com processo de fusão – e não pode haver mais nascimentos em ambulâncias como ainda há – Sábado teremos manifestações em Lisboa pois há muitas razões para nos indigarmos com esta política – amanhã esta entrevista repete na RTP2-fim-20H-25 maio (19:30-20:00)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.