A ex-ministra amnésica e o secretário da estado burro

gabriela-canavilhas-7d30
O Jorge já se referiu à questão das obras de Joan Miró.
Tal como a ele, faz-me confusão a amnésia selectiva da ex-ministra Gabriela Canavilhas. Uma das maiores terroristas culturais do nosso país, uma das principais responsáveis pela destruição do Vale do Tua e da sua linha ferroviária única, tem o desplante de vir agora clamar contra a venda de algumas dezenas de quadros de um pintor espanhol. Minha senhora, sou contra essa venda, mas não me esqueço do que fez quando passou pelo Governo com um património mil vezes mais importante do que aquele que está agora em causa.
Quanto ao actual secretário de estado, é de uma demagogia incrível ao perguntar se os portugueses querem que se vá buscar dinheiro à Saúde ou à Educação para pagar aquelas obras. É que as pinturas de Miró já pertencem ao Estado, não é preciso ir buscar dinheiro a lado nenhum porque elas já cá estão. Para injectar mais 510 milhões no BPN (nunca vai parar?), sim, é preciso ir buscar dinheiro à Educação ou à Saúde. Para as pinturas não.
Para além de demagógico, é burro. Ao falar como fala, no fundo está a dizer que a Cultura não serve para nada porque os tempos são de austeridade. Ele próprio não está lá a fazer a ponta de um corno. Ele próprio não tem razão de existir enquanto secretário de estado, nem o assessor que contratou a ganhar 3 mil euros por mês, nem o seu «motorista especial», nem o raio que os parta.

Comments


  1. Olhe, isto é assim, não convém dizer muito mal do secretário de estado, porque ele tem um, digamos assim, avental de protecção. A Canavilhas, que também percebe dessas interessantes peças de vestuário, até responsabiliza mais o Passos.
    Para que serve ele? Não serve para nada. Nem ele nem qualquer outro secretário ministro da cultura.
    O que era realmente necessário – mas ninguém parece muito preocupado com isso – era quem se ocupasse de preservar o que já há e todos os dias cai aos bocados.
    Os quadros do Miró? Foram comprados com dinheiro fraudulento, vendam-se.
    Esta gente quer é ter por ter e está-se nas tintas para o que tem. À custa o Miró eram mais uns mihões para amigos. Começava logo nos “especialistas” para os avaliarem.

  2. Paulo Sarnada says:

    Era previsivel haver “aventaleira” nesta coisa. Tudo vai dar a esta seita, sim seita porque nada os escrutina.


  3. Por acaso o principal responsável da destruição do Tua nem é a Canavilhas. É quem tinha o pelouro da avaliação de impacte ambiental, o então secretário de estado do ambiente Humberto Rosa. Pode ser vista a declaração de impacte ambiental aqui:
    http://www.a-nossa-energia.edp.pt/pdf/dia_ah_foz_tua.pdf
    E não foi só o Tua, também o Sabor está a saque e pela mão do mesmo secretário de estado do Sócrates. Estes favores foram bem pagos com um tacho qualquer na europa…


  4. PSD, PS… what’s the difference???

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.