Miguel Sousa Tavares acha um exagero as comemorações do 25 de Abril

Adalberto Faria

Eu «compreendo»! O Miguel Sousa Tavares dizia ontem na SIC não compreender tanta comemoração, e em profundidade, sobre os 40 anos do 25 de Abril, e que para quê tanto ruído, se este nada dizia às duas últimas gerações?!! Obviamente que, a comer e a beber como anda, deve andar com pouca inspiração para as suas participações televisivas e não trazia a lição ou o tema preparado. Além disso, já percebeu muito bem que sem se «tornar» polémico, vende pouco, e sem a TV, provavelmente não venderia o número de livros que vai vendendo.
Mas é muito simples «desarmá-lo» e já: OBVIAMENTE QUE NÃO PERCEBO ENTÃO PARA QUE TEREMOS NÓS QUE RECORDAR A MORTE DA SUA MÃE, OU OS FEITOS DO PAI TAMBÉM, A QUEM OBVIAMENTE DEVE A SUA NOTORIEDADE E «ENTRADA» PARA OS ‘MEDIA’, indirectamente. Mais, diz ele que sim senhor, que no 25 de Abril os aplaudiu, aos capitães na rua, mas que foi somente porque nos livraram do jugo fascista «NO MOMENTO»!
Muito bem: então para quê agradecer a Mandela, e a Gandhi se estes livraram o povo do jugo dos seus opressores há tanto tempo ou mais ainda que os nossos? E para quê então lembrar todos os outros que passaram, e aos quais nenhuma geração tem grande interesse como a Luís de Camões, D.Afonso Henriques, Catarina Eufémia, José Afonso, ou aos poemas da mãe dele? Para quê enviá-la para o Panteão se às duas últimas gerações isso pouco interessa, mas sim um novo Ipad, ou uma viagem ao Bali para surfar?
Eu acho que é a gordura dele que lhe tem empastado não só a boca e o queixo, de hiena, mas o cérebro também, porque ontem, sinceramente, ou parecia estar com os copos (a mim pareceu-me mesmo!), ou estava completamente BESTA, ESTÚPIDO E BURRO TOTAL. Já tem cara de bronco, de parvalhão total, mais aquela voz arrastada de búfalo, mas ainda por cima dar-nos uma de «complexo de filho de famosos», que necessita afirmar-se, essa já é uma clássico, por exemplo, igual à dos filhos dos famosos de Hollywood.
Alguns suicidam-se!
A ele não lhe desejo isso, claro, até escreve umas coisas boas de vez em quando, mas dieta do álcool aconselhava-o a fazer. E ao cérebro, porque disse semelhante estupidez. DEVE ESTAR A PRECISAR DE MAIS UM «CONFLITOZINHO, TIPO O QUE PROVOCOU COM CAVACO SILVA, PARA LOGO DE SEGUIDA SE LHE TER COLOCADO DE CÓCORAS QUANDO VIU QUE IRIA SOBRAR PARA ELE»!! ESTARÁ EM VÉSPERAS DE LANÇAR MAIS UM LIVRINHO E PRECISA DE PUBLICIDADE E POLÉMICA?
É que sem o 25 de Abril, jamais as trombas dele apareceriam na TV a dizer as trivialidades que ontem disse.
Mas era só para dizer que «PASSAMOS» AO LARGO DO QUE ELE PENSA, apesar de eu assinalar aqui. Porque foi ele dizer e dar vivas aos capitães de Abril há anos? Foi então um hipócrita, porque hoje diz que passa sem eles. Nós não! NEM DA SUA MEMÓRIA. PORQUE SEM AS BOINAS VERMELHAS DE GUERRA DELES de então, HOJE NÃO PODERIA CHEIRAR FLORES ALVAS E BRANCAS EM PAZ!! E para que ele saiba que as memórias e boas nostalgias têm de ser avivada e relembradas, e precisamente às gerações que não as viveram, não deveria ser tão ingrato. Pois se não são as memórias como saberiam elas, de Marther Luther King ou de outros lutadores?
POR ELE?? BAHHHHH!!!!!

Comments

  1. Gabriela says:

    Concordo. Fiquei chocada com o desplante do MST.

  2. Gottlieb says:

    Contra a estupidez política nada como a argumentação estupidamente apolítica.

  3. Ferdinand says:

    Pois acho que é preciso fazer um (pequenino) esforço para compreender o porquê de se pagar (e bem pagos) a banais como MST para dizer banalidades nas TVs e jornais para depois perceber que os MST têm uma função, a função de entreter o público, enfim, existe as novelas, o futebol, a casa dos degredos e depois existem os palhaços do comentário mediático que fazem comentários da treta que depois são reproduzidos e replicados ad nauseam como se fossem notícias nos mais diversos mass media…


  4. Pois achei o artigo principal bem interessante – assim vale a pena ler o aventar – quanto a Miguel S. Tavares é como o farol – de repente apaga e de repente tem luz, mas com tanto nevoeiro nem se vê, e lá vem outra vez tentar e ainda não apaga – desapaga – Mas como tudo degrada neste país que nem as “promessas” que MST fazia prever – apagou-se, novo demais e se sua mãe é quem é, e continua a ser – ele está apagado de todo – fundiu – devia voltar ao Sahara – para limpar-se de tanta parvoíce – quero lá saber de MST – está passado e se chamou palhaço ao PR se calhar – se calhar

  5. Nascimento says:

    Ora cá está, um tipo que me apetecia mandar para….mas não o faço, porque a dita, era uma enorme Senhora!!!Quanto ao rançoso, pode ser que um dia leve uns socos nas ventas
    Já esteve mais longe.Só que o rançoso, anda mais pelos lados da Lapa.Não frequenta outros lugarejos.Mas,as “distracções” acontecem….

  6. Glória says:

    Aqui fica o comentário possível a Miguel Sousa Tavares

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.