Instabilidade no BES

Não é motivo para alarme. Ainda que os mercados tenham uma opinião diferente.

Comments

  1. Gottlieb says:

    Não deixa de ser curiosíssimo, quer à direita quer à esquerda, as pessoas considerarem as tendências do mercado como significativas, conforme lhes convém.


    • Eu como não sou de esquerda nem de direita até podia fugir a essa generalização mas aproveito e explico-lhe o porquê de recorrer aos mercados: é que a crítica é feita aos defensores da divindade dos mercados, e o meu objectivo foi apenas mostrar-lhes que nem os seus deuses acreditam na sua propaganda.

      • Gottlieb says:

        Qual alarme ? Os mercados são especuladores a ganharem milhões com o alarme do rebanho. Hoje ganham milhões com a baixa do BES (mesmo sem vendas a descoberto), amanhã mais milhões ganharão com a subida do BES. Neste caso, não vejo qualquer incongruência da ministra (de quem odeia a política).

        Por enquanto, por enquanto, e só por enquanto, tomara que o Sócrates tivesse feito com o BPN o mesmo que este governo está a fazer com o BES. Só por enquanto.


        • Estou em total acordo consigo. Mas as mesmas pessoas que acreditam que está tudo bem com o BES (ou que nos querem fazer acreditar) são as mesmas que defendem a primazia dos mercados. Dai o comentário.

          Quanto ao que este governo está a fazer, que para já se resume a tomar o BES de assalto e a dizer que não metem lá dinheiro, apenas e só depois do Salgado ter caído em desgraça, ainda nos poderão surpreender. Espero que não mas desconfio que acabe assim. O BPN também não ia custar um cêntimo aos contribuintes e foi o que se viu…

          • Gottlieb says:

            Era só o que me faltava agora defender esta ministra e o governo. Vade retro.
            Mas ninguém diz que está tudo bem com o BES. Apenas que não há razão para alarme. Pelo que se sabe. Por enquanto.

            Por acaso até penso que poderá vir a haver algum alarme, quando se conhecer a extensão dos danos colaterais do GES, BES LUX, Rio Forte, Bes Finance, ESAF e restante fauna. Exposição directa são 1,2 mil milhões, mas quantos mil milhões do BES terão servido de garantia para os negócios do grupo ?

            Por outro lado, imagina qualquer ministro a dizer que há razão para alarme ? Seria a corrida aos depósitos no minuto a seguir.

            O alarme deveria vir, não dos “mercados” mas sim dos depositantes. Lembra-se do Chipre ? Sempre chegaram a confiscar uma percentagem dos depósitos bancários ? Lembra-se do que a Europa disse de como resolver a próxima crise num banco da zona euro ?
            (é melhor calar-me que ainda me acontece o mesmo que aos foram acusados de lançar boatos na Bulgária)


  2. Hilariantes estes “placebos” supostamente ansiolíticos que a sra. ministra vem agora proferir aos mídia, que é como quem diz: -“Sosseguem lá! Não há motivo para alarmismos!”
    Estamos para ver se essas ditas “questões da esfera privada” (???), terão ou não repercussões nas contas públicas, e bem assim, nos “bolsos” do zé povinho!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.