Só por milagre

Convenhamos que a escola é muita: engravidar uma virgem e fazer um carpinteiro assumir a paternidade, patrocinar um Salvador e assim lançar uma religião mundial, não é obra para qualquer um.

Vem isto a propósito da “novela BES”, onde fico a pensar se não deveria ser legal, pegar numa qualquer empresa (uma carpintaria, por exemplo) que foi levada à ruína por gestão danosa, abrir uma outra empresa, passar para esta máquinas, trabalhadores, créditos cobráveis, inventário, património, saldos bancários, encomendas e demais activos, e deixar na empresa falida tudo quanto é dívida vencida, crédito de difícil cobrança, prejuízos, negócios de risco e outros sacos do lixo?

Depois, reflectindo melhor, concluo que não, pois teríamos sempre de estar perante a obra e graça do Espírito Santo, ou seja só por milagre.

Comments

  1. Gottlieb says:

    E a cereja no cimo do bolo liberal-quando-lhes-interessa é obrigarem os outros carpinteiros do mesmo bairro a emprestarem dinheiro ao novo Carpinteiro bom, cujo ficarão a arder se o milagre da multiplicação dos euros não ocorrer num futuro próximo.
    Nem o Santo Espírito faria melhor.

  2. Gottlieb says:

    E para restaurar a confiança …

    http://youtu.be/hAPes7l87os

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: