Setembro existe

financial times

Fonte: Financial Times (http://on.ft.com/1BxKxsI)

Segundo a RTP, o jornal *Finantial Times divulgou que o Banco Espírito Santo terá feito empréstimos não declarados ao Espírito Santo Internacional, através do Panamá. O problema é que o jornal Finantial Times não existe. Aquilo que existe é o jornal Financial Times. Como *atualizado, em português europeu. Não existe. Aquilo que existe é actualizado. Quanto a Setembro, sim, existe: Setembro existe. Desejo-vos um óptimo fim-de-semana.

financial times 2

 

 

Comments

  1. José Neto says:

    Esclareço o autor que em língua portuguesa existe a palavra «atualizado».

    PS: Olhe que o endereço eletrónico «mail.pt» existe!

    • António Fernando Nabais says:

      Esclareço o leitor que o autor nega a existência de “atualizado” no português europeu e não na “língua portuguesa”.

      • Francisco Miguel Valada says:

        Efectivamente.

      • José Neto says:

        Se nega é lá consigo. Não é o único a escrever com erros ortográficos.

        • António Fernando Nabais says:

          Esclareço o leitor que, goste-se ou não, estamos em período de transição para a chamada nova ortografia, pelo que, mesmo do ponto de vista legal, “actualizado” não pode ser considerado um erro ortográfico. Por outro lado, há quem, através da reflexão, tenha concluído que o chamado acordo ortográfico é um erro.

  2. el portela says:

    Existe Setembro e vão existir eleições primárias para o novo banco. O sr Bento vai chamar traidor a quem?

  3. José Peralta says:

    Pois eu lamento dizer que o tema do vídeo, é a notícia do Financ(t)ial Times sobre os “negócios não declarados do grupo BES” e a significativa foto do salgado com mascarilha !

    E lamento constatar que sobre o tema… pelo menos até agora, nenhum comentário !

    E também “lamento” dizer que, para mim, e mau grado todos “abortos ortográficos” que me queiram impôr, “actualizado” continuará a ter um c antes do t, Língua quando se refira a idioma e não ao músculo que temos na boca, continuará a ser escrita com maiúscula, e cágado… continuará a ser uma palavra proparoxítona, ou seja, esdrúxula, etc., etc., etc. !

    E, antes que os “puristas” da “língua” me corrijam, eu escrevo salgado, coelho, d. paula, d. albuquerque, relvas (e a correlativa tropa fandanga, a corja que todos os dias está a matar todo um País e os seus valores democráticos) com minúsculas, porque é a forma que considero mais consentânea com a sua estatura moral, cívica e “pulhítica” !

  4. joao lopes says:

    eu lamento dizer(bem escrito ou mal escrito) que estou a adorar que esta foto do salgado(género mascarilha) se esteja a espalhar pelo mundo inteiro, e que o mundo saiba que bandidos existem e muitos em Portugal, e são quase todos pertencentes à “elites lusas” e que o “cavaquistão” tanto fez por engordar . e que tudo isto esteja a ser divulgado durante o mandato dos neoliberais passos e portas. bendito capitalismo selvagem que só sabe destruir e nunca construir rigorosamente nada.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.