Pires de Lima em momento parlamentar insólito

Terá sido excesso de álcool? Se não foi parece

Comments

  1. Ricardo Ferreira Pinto says:

    É muita Super Bock naquela cabeça…


    • passou-me pela cabeça que o homem pudesse ter passado na Unicer para uma visita recreativa antes de se deslocar ao Parlamento. Vá lá, antes Superbock que Sages 🙂

  2. Rui Esteves says:

    Ridículo. O sr. Pires mostrou que não passa de um palhaço. E pior, de um palhaço sem graça.

  3. Ferpin says:

    Espero que o almoço não tenha sido em serviço e pago pelo estado. Porque aquilo foi borracheira de barcavelha ou afim.

  4. Nightwish says:

    Está mais habituado a pensar em tachos…


  5. Quando foi Administrador da Unicer deve ter levado para casa umas “palettes” de grades de “Stout”!

  6. Ferdinand says:

    Este anda bêbado deste o “milagre económico”

  7. José Peralta says:

    “Momento par(a)lamentar insólito” ?

    Não sou advogado de defesa de António Costa, mas aquilo a que eu assisti, foi um beberrão, um fantoche execrável, a atingir o “zénite” da indignidade, da perversidade e degradação política, para não “desmerecer” dos seus iguais da corja !

    O seu “esforço” foi recompensado…e conseguido plenamente !

    E lá na coelheira, devem estar TODOS muito orgulhosos de o terem como seu emérito par !

    Hoje, no noticiário das 13 h. depois de ter cheirado amoníaco e tomado uma embalagem de alka-seltzer, veio dizer, o lima, com inaudito descaramento, que “não tem nada contra a Comunicação Social” (era o que faltava !) mas que “por vezes, para passar uma mensagem positiva (o bronco chama “positiva” ” à merda que diz e faz!!!!!!) precisa de ser um pouco mais creativo e excêntrico” !

    Então “parabéns”, ó lima !

    Mas tens que te superar na canalhice ! A concorrência que tens, lá na “gruta do Ali-Bába”, é traiçoeira e implacável, e não deixa os louros por mão alheias, sem luta !


  8. Nada tem de insólito.
    Nada tem de excêntrico.
    É a política e a classe política na sua plenitude de desrespeito, da clara falta de valores, de falta de consistência moral, cívica e intelectual, de uma enorme falta de cultura e de responsabilidade.
    É um ser indigno de representar o Português comum.
    Poderá representar os excêntricos (no seu partido, há muitos, desde os que pegam de empurrão aos que entram em Belém de mota, saindo … de Audi A8) mas este espectáculo é execrável para qualquer cidadão.
    Seria muito bom que estes ditos governantes decidissem representar o cidadão normal, apresentando-se na Casa da Democracia no pleno uso das suas capacidades intelectuais e psicológicas. Na Casa da Democracia e do Povo (diz-se por aí à boca cheia), não pode assistir-se a um espectáculo degradante como aquele que se viu. É demasiada a falta de nível, o sintoma que indica que este regime está podre.
    Tão podre como os palhaços que vamos vendo actuar.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.