Russians


America it’s them bad Russians.
Them Russians them Russians and them Chinamen. And them Russians.
The Russia wants to eat us alive. The Russia’s power mad. She wants to take our cars from out our garages.

— Allen Ginsberg, America

***

Pois é.

Nem tudo depende da perspectiva e da concepção. Há outros aspectos a considerar.

intercetam eptam

Efectivamente, segundo o Houaiss (*), ‘interceptar‘ é um verbo transitivo directo que significa:

— interromper o curso ou a passagem de;

— fazer parar;

— deter;

— captar ou apreender (aquilo que é dirigido a outrem).

Exactamente. Segundo o Houaiss. Sim, ‘interceptar‘, segundo o Houaiss. Sim, sim, o Houaiss. Sim, esse mesmo.

Debrucemo-nos agora sobre ‘interceptar‘, de acordo com a definição proposta pelo Dicionário da Língua Portuguesa sem Acordo Ortográfico [em linha] (**):

— interromper o curso de;

— ficar com (o que vai dirigido a outrem)

— fazer parar;

— impedir.

Efectivamente: sem Acordo Ortográfico.

Consultemos o Dicionário da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha] (**):

“a nova grafia é intercetar“.

Muito bem: “com Acordo Ortográfico”, “a nova grafia é intercetar“.

E ‘intercetar‘ significa exactamente o quê? Significa o mesmo que ‘interceptar‘, quer no Houaiss, quer no DLP da Porto Editora sem Acordo Ortográfico:

— interromper o curso de;

— ficar com (o que vai dirigido a outrem)

— fazer parar;

— impedir.

Isto é, resumindo:

interceptar

(Houaiss e DLP da Porto Editora sem Acordo Ortográfico)

=

intercetar

(DLP da Porto Editora com Acordo Ortográfico).

 

Para se ter uma pequena ideia da confusão grafémica que por aí grassa, convém lembrar que, na primeira versão desta notícia, em vez de

A mais importante operação mobilizou aparelhos de três países da NATO, após a deteção de um grupo de oito aviões russos – quatro bombardeiros e igual número de aeronaves de reabastecimento – a voarem em formação sobre o Atlântico.

tínhamos

A mais importante operação mobilizou aparelhos de três países da NATO, após a detenção de um grupo de oito aviões russos – quatro bombardeiros e igual número de aeronaves de reabastecimento – a voarem em formação sobre o Atlântico.

Efectivamente, um cê dá imenso jeito. Aliás, no Expresso, apesar de dizerem que adoptam o AO90,  até acham que um pê faz falta em ‘interceptam’. Francamente, que ideia!

***

(*) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa [Com a nova ortografia da língua portuguesa]. Rio de Janeiro: Instituto Houaiss de Lexicografia/Objetiva, 2009.

(**) Porto: Porto Editora, 2003-2014

Trackbacks

  1. […] Aliás, o mesmo acontece a qualquer leitor de português do Brasil. Segundo o Houaiss (sim, aquele), confecção […]

  2. […] o Expresso nunca adoptou o Acordo Ortográfico de 1990 — não o adoptou nem em 2013, nem em 2014. Obviamente, 2015 não iria constituir uma […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s