Líderes

Hoje, como nos últimos dias, não faltam as habituais lamentações sobre o facto de a Europa estar sem grandes líderes. Sou mais modesto, mas muito mais ambicioso. Não quero grandes líderes, que os paga a História bem caro. Queria mais: queria líderes inteligentes, corajosos, íntegros, cosmopolitas, sensatos, honestos, dotados de sentido de empatia e solidariedade e cujos valores de referência sejam a liberdade e a democracia; as reais, não os seus fantasmas. E coragem para votar neles. É pedir muito, não é?

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    É sim senhior …
    Actualmente, com esta cáfila de políticos e a carneirada de votantes, será mesmo pedir o impossível.
    Mas o mais grave é a falta de coragem na mudança. Os gregos tiveram-na e veja só o que dizem os velhos de Restelo.

  2. Margarida Torres Vieira says:

    É, pois. Pedir isso nos tempos de hoje é obra…


  3. Os lampeiros que nos governam, não querem sair do sistema que os alimenta,,mas mais tarde ou mais cedo ,terão que reconhecer que este país ,com uma história tão rica e fabulosa não pode continuar a ser governado desta maneira ; não vale a pena esperar pelo D.Sebastião ,mas alguem tem que abrir os olhos a este “malfadado povo”para que dê a volta ao sistema,porque ainda está nas suas mãos a possibilidade de se salvar e mudar de rumo,como estão a fazer os gregos . Só o trabalho pode criar riqueza ,não é com o desemprego e a emigração dos mais capazes que poderemos progredir !!!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.