«O mal

que levara o menino à praia eu sabia o que era, mas demasiado longe (e não só em quilómetros). Agora, reconheço o inimigo à mão. (…) Obrigado, Petra Laszlo. Há dias que me sentia desarmado.» [Ferreira Fernandes/DN]
petra_lazlo_rasteira_abjecta_hungria_setembro2015