O Senhor Helton

img_770x433$2016_01_13_23_14_26_1050380

Foto: José Moreira, Record

Como qualquer benfiquista normal, regozijo-me com os desgraçadamente poucos desaires do Futebol Clube do Porto e tenho uma saudável tendência para odiar jogadores, treinadores e dirigentes portistas.

Infelizmente, como gosto muito de futebol, passo por momentos em que consigo apreciar as qualidades do inimigo da Invicta. Por isso, já tive o doloroso privilégio de ver jogar artistas como Oliveira, Gomes, Futre, Madjer, Domingos, Aloísio, Hulk, Falcao e muitos outros. Ainda assim, apesar das virtudes desportivas, tive várias ocasiões para abominar pessoalmente muitos deles, para sossego do meu benfiquismo.

Helton tem sido, ao longo dos anos, um dos casos mais preocupantes, porque junta à arte de defender a baliza uma simpatia natural, o que torna extremamente difícil o desejável exercício de rancor. Isto chega ao ponto de ter sentido uma grande tristeza quando assisti ao momento em que teve uma lesão grave, há cerca de um ano.

Ontem, Helton teve o desplante de defender um penalty que permitiu que o Futebol Clube do Porto se mantivesse na Taça de Portugal, impedindo-me de sonhar com uma eliminação tão benfazeja. Como se isso não bastasse, ainda foi consolar o boavisteiro, companheiro de profissão num momento difícil.

Gostaria de aproveitar esta tribuna para declarar que odeio não conseguir odiar o Helton, mas a culpa não é minha. Raios partam o homem!

Comments

  1. sara says:

    Odiar? Por causa de uma trivialidade como o futebol? Que raio de ser humano os pais do autor da crónica criaram?

    • António Fernando Nabais says:

      Os pais do autor desta crónica criaram um monstro digno de levar bastonadas da polícia de intervenção ou um incompetente no uso da hipérbole e da ironia. Não lhe ligue, coitado.

  2. Azul says:

    Amigo, aquilo que tu revelas sobre ódio ao FCP revela simplesmente que não és bom pai de família e o escudo que o teu clube ostenta não é mais que uma galinha e uma roda de bicicleta que comparado é merda e droga… Nabais é campo deles oe tristes como tú. Vai-te foder Pantelão !!

    • António Fernando Nabais says:

      Ó azul, “tu”, tal como”cu”, não leva acento. E quando se usa um vocativo, é preciso usar uma vírgula: “Vai-te foder, Pantelão!!” De nada. Um dia, pode ser que o azul seja um senhor, como o Helton, o Casillas ou o Aloísio. Assim, está ao nível de um João Gabriel ou de um Bruno de Carvalho. Vá para dentro, que está muito frio.

      • cesar sousa says:

        Caro António Nabais,sou portista integral e deixe-me felicita-lo pelo seu post.Quanto ao insulto do auto denominado “azul”,não
        desperdice o seu tempo.

  3. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    O meu sogro dizia-me:
    “Quando os comentários sobre o futebol azedam, torna-se impossível distinguir o vagabundo do doutor”.
    Os grandes aborrecimentos que tenho tido nas redes sociais têm sido justamente sobre a bola.
    Na bola não há análises que sejam feitas. sem se levar uma qualquer “arrochada” pouco urbana de um qualquer fundamentalista.
    Dizia Marx que a religião é o ópio do povo.
    Hoje, é a bola e quem nos governa e nos “dirige” já percebeu que jogamos o jogo.
    É pena.

  4. Abel Barreto says:

    Eu detesto os adeptos de futebol de pensamento empedernido e que têm uma visão toldada pela cor do seu clube.
    Não me parece ser o caso.

    • Carlota says:

      “Gostaria de aproveitar esta tribuna para declarar que odeio não conseguir odiar o Helton, mas a culpa não é minha. Raios partam o homem!”
      Óptimo, António Fernando Nabais,óptimo 🙂

  5. tuga says:

    Sr. Nabais, o Helton teria gosto em ler estas suas palavras. E percebê-las-ia. Você não têm é culpa de ter leitores que são toscos a perceberem o que acabaram de ler. Pobrezitos. Eu, portista, também já odiei não odiar o Preud’homme, mas tinha que que ser, ao vergar-me á sua competência futebolística….

  6. Rui Moringa says:

    Tarde que não tarde lávem a maluqueira da bola.
    Façam bom proveito. É uma excitação…


  7. Tomei a liberdade de publicar a ligação para esta página no mural da FB do Helton. Excelente texto! Um abraço aqui da Invicta!

  8. Carlos Roberto loles says:

    Parabéns torcedor do Benfica, assim que se comporta um torcedor Inteligente. Sou brasileiro torço pelo Fluminense no Rio de Janeiro o maior rival é o Flamengo, não é por isso que não vou gostar do Zico, é um craque. Qualquer torcedor do Rio adora o Zico por ser um grande profissional é um grande ser humano. É o que acontece com o guarda redes Helton


  9. Excelente cronica de desportivismo. Não devia era falar tanto em odio . que os trolls mesmo sem incentivo gostam de viver, quando faz um grande hino ao desportivismo.