Páscoa da Ressurreição


Jesus morreu na sexta e ressuscitou no Domingo: “é o timing perfeito”.

Comments

  1. Afonso Valverde says:

    Obviamente, é o mistério da Fé. À luz da compreensão lógica não faz sentido. Os rituais são apenas isso, rituais. É preciso “ver” para além deles.


  2. Fabuloso 🙂

  3. Carvalho says:

    Como é que em pleno século 21, pensamento lógico e científico, pode haver imbecis que acreditam em superstições medievais que envolvem palermas que morrem e regressam para transformar água em vinho, mulheres que dizem ao marido que estão grávidas mas não dele, marido, e sim de uma pomba chamada espírito santo e outras imbecilidades próprias de gente acéfala e acrítica?
    É de pasmar…


  4. Antes de desaparecer teve um jantar com os amigos…
    https://youtu.be/NN51PsgWM54

  5. Afonso Valverde says:

    A Bíblia é um Livro de metáforas, sobretudo.
    Acreditar, na vida (espiritual) para além da morte é ser imbecil.
    Em que acreditam os céticos? Neles e no seu hedonismo?
    Olho para Espinoza, mas não olho para Sartre…

    • Carvalho says:

      Se você acredita na vida depois da morte, não se esqueça, quando morrer, de cá vir dizer-nos que estamos errados e você é que estava certo. Combinado?

    • Ana A. says:

      Afonso Valverde, subscrevo o seu comentário.

  6. Nascimento says:

    Eu, no que toca à Fé de todos e de cada um, não me meto.E não posso chamar imbecil a quem acredita em algo superior, transcendente, etç.
    Tenho para mim, que é algo demasiado intimo, e que, por isso mesmo ,só há uma atitude a tomar.LARGUEZA!

  7. Afonso Valverde says:

    Ficamos sempre pelo mundo a preto e branco. O nosso que é branco e claríssimo e só os “estúpidos” não vêm a maravilha em que estamos ou que lhes propomos.
    O mundo dos outros, a negro, não vêm o que é óbvio.
    Falar de crenças não é assim tão óbvio. Tenho as minhas e procuro sempre explicações racionais para as circunstâncias da vida.Para algumas, poucas, não tenho explicação. Estão no terreno das dúvidas. Leio tudo, Teologia, sobretudo.
    Estou convicto que o Céu e o Inferno não são lugares, são vivências e experiências, aqui na Terra. A vida para além da morte para quem acredita é sempre a vida do espírito, é mistério em cada um de nós que acredita.
    Quem não acredita é também o seu mistério de não acreditar.
    A vida de Cristo e de alguns dos seus “seguidores” é apenas isso, Vida. Para mim é um exemplo de Humanismo e desprendimento que poderia ser levado mas em conta nos tempos atuais.
    Se a recionalidade explicasse tudo e resolvesse tudo, o mundo seria dos racionalistas e não dos “emotivistas”.

    • Carvalho says:

      Sim, continue assim, a pensar essas coisas lindas e a ler muita teologia. Continue assim, a acreditar nos contos de fadas para gente crescida.
      É de gente assim que eles, os Donos Disto Tudo e do Mundo gostam, de gente acrítica, de gente calminha, que renuncia aos seus direitos aqui na Terra em nome de paraísos inexistentes no céu.
      Os bombistas suicidas também acreditam que ganham o paraíso, se calhar ainda se vão lá encontrar todos (tenha cuidado com eles, têm um temperamento muito…explosivo).
      Continue assim, a ler muita teologia. Se isso o faz feliz, até pode continuar pelos Contos de Encantar e outras histórias desse tipo. Porque não? Cada qual tem direito à sua própria alienação E a cocaína anda muito cara, ouvi dizer. A religião sai muito mais em conta.

  8. Afonso Valverde says:

    Ó sr. Carvalho,
    A sua alienação está onde?! Ah! É um desalienado! Homem sábio.
    Seja feliz e deixe de arranjar “normas”, conselhos, para os outros. Sou mais consciente do que pensa e sei mais de marxismo de ateísmo do que talvez pense.
    Não se preocupe que apesar de acreditar na vida para além da morte, também acredito que o Sr. um dia vai acreditar e de certeza que vai para o céu, como todos os homens e mulheres de bem.
    Simplesmente não me parece muito saúdável o blogue ironizar de forma pouco inteligente com a morte e ressureição de Cristo.
    A Bblia não é um tratado de lógica e o Capital não é o único tratado de economia.

    • Carvalho says:

      Espero que você esteja enganado e eu não vá para o céu, porque não quero lá encontrar um bando de indigentes mentais. Já para não falar dos padres pedófilos e outra cambada dessa.
      Prefiro, se tal existir, ir para o Inferno. Mil vezes o Inferno, é de certeza muito mais divertido e instrutivo do que o céu dos betos e dos palermas. Dasssss…