Portugal, um país de chavistas sem vergonha na cara


PortasMaduro

Na imagem, para além do cumprimento caloroso entre Paulo Portas e Nicolás Maduro, podemos ver o embaixador venezuelano em Portugal, Lucas Rincón Romero, o mesmo que, por estes dias, inaugurou uma praça na Amadora com o nome do falecido presidente Hugo Chávez. Surpreendidos? Contem então quantas ruas, avenidas e praças existem neste país com o nome de antigos dirigentes mundiais.

Foi interessante acompanhar a indignação que este episódio causou junto das tropas da direita nacional. No blogue Insurgente, Rui Carmo afirma ter-se tratado de uma “homenagem da geringonça ao ditador Hugo Chávez, a que se seguiu o habitual destilar de ódio e a também habitual análise facciosa que confunde uma eleição por sufrágio com uma ditadura. Algumas pessoas não suportam que se possa usar os recursos de um país para dar uma vida mais digna para quem nunca nada teve. Que rezem um Pai-Nosso à Mão Invisível.

Mas a parte verdadeiramente interessante reside no título do referido texto e na ideia de “homenagem da geringonça”. Questiono-me se terá sido esse o termo usado quando a coligação PSD/CDS-PP apresentou um voto de pesar pela morte de Hugo Chávez no Parlamento português e aprovou os restantes, apresentados por PS, BE e PCP. Um voto de pesar conta como homenagem não conta? A coligação PSD/CDS-PP também se enquadra na propaganda da ilegitimidade, uma vez que foi formada pós-eleitoralmente, certo? Uma geringonça, portanto.

Questiono-me também sobre que terminologia terá usado por ocasião de um dos vários encontros de Paulo Portas com o sucessor de Chávez, Nicolás Maduro. Dir-me-ão que se tratou de uma questão de diplomacia. Mas onde estava essa diplomacia quando o governo em que o mesmo Paulo Portas era o nº2 proibiu o presidente da Bolívia, Evo Moreles, de aterrar para abastecer em Portugal? Em lado nenhum. Talvez tenha sido a “profunda união e irmandade que une os povos de Portugal e da Venezuela” a fazer a diferença. Ah país de chavistas sem vergonha na cara!

Foto: Correio da Venezuela

Comments

  1. Rui Silva says:

    O Estado português mesmo considerando que um pais está no rumo errado, não deve hostilizar esses países ou até decretar embargos , à semelhança dos EUA. Mas daí a enaltecer os responsáveis pela desgraça de todo um povo vai uma grande distancia.

    Em relação a Evo Morales, julgo que não existiu proibição de aterrar em Portugal ( julgo que essa proibição é que será proibida) . Foi uma opção de próprio Morales, que não quis sujeitar-se ao protocolo de identificar pessoas e mercadorias transportadas.

    Rui Silva

  2. J.Pinto says:

    Sobre a parte política do artigo não comento (não sou político, nem tenho aspirações a ser; também não aprecio os nossos partidos, pelo que me sinto aprtidário, dado o leque de partidos de que dispomos.

    Mas o que gostei mesmo no artigo foi esta frase:

    “Algumas pessoas não suportam que se possa usar os recursos de um país para dar uma vida mais digna para quem nunca nada teve.”. Como? Conhece a realidade da Venezuela? Vida digna?

    • Rui Silva says:

      Caro J.Pinto,

      A revolução Boliveriana lá segue o seu percurso. Mas como demora um bocado , o Hugo Chaves começou a revolução pela família. A filha tem uma conta nos EUA ( esses horríveis capitalistas) de 700 milhões de dólares.

      Rui Silva

      • cramos5 says:

        Já os contaste?

      • Conheço essa história mas nunca vi um único jornal credível a transcrevê-la. Mitos urbanos?

        • Rui Silva says:

          Como a sua possibilidade de acreditar está dependente de jornais aí vai uma das dezenas(literalmente falando) de publicações deste facto na net:

          http://www.dailymail.co.uk/news/article-3192933/Hugo-Chavez-s-ambassador-daughter-Venezuela-s-richest-woman-according-new-report.html

          Como bónus leva mais esta, já que estamos em maré de Offshores:

          1) Tesouro da Venezuela: Segundo o ICIJ, a Venezuela é o terceiro país que mais depositou dinheiro nas contas do HSBC na Suíça. A equipe de jornalistas alega que o país latino colocou US$ 14,8 bilhões de fundos públicos em contas secretas na Europa entre 1998 e 2007. Essa quantia depositada foi superior a de qualquer outro país, exceto a Suíça (US$ 31,2 bi) e Reino Unido (US$ 21,7 bi).

          Se para acreditar quiser noticias de jornais é só dizer, mas posso ir já dando uma pista : Swissleaks ( mais de 60.000 documentos divulgado pelo consorcio de jornalistas em 2011 – só foi há 5 anos).

          Em relação ao fantástico nível de vida da Venezuela, aconselho-o a ir para lá e delicie-se com o resultado do socialismo que tanto defende, mas mais vale levar consigo até papel higiénico que a revolução também acha um produto capitalista perfeitamente dispensável.

          cumps

          Rui SIlva

          • Portanto o melhor que conseguiu arranjar foi um tablóide próximo da direita conservadora que cita um jornal americano da comunidade latino-americana anti-esquerda? Boa!

            Eu não preciso de ler nos jornais para acreditar. Mas como deve imaginar, não vou engolir só porque um troll qualquer, mesmo sendo o meu troll de estimação, me vem dizer que estamos perante a verdade absoluta.

            Quanto aos Panama Papers, investigação que o deve aterrorizar como bom defensor da causa da evasão fiscal que é, nem Chavez ou qualquer membro da sua família são citados.

            Como bónus leva mais este:

          • Rui Silva says:

            Conspiracy everywhere!

            Rui Silva

    • Conheço o suficiente para saber que as políticas levadas a cabo por Hugo Chavéz deram habitação e puseram comida nas mesas de muitos desgraçados. Será mentira?

      • João Fialho says:

        Apenas pensei numa análise comparativa, não académica, dos registos de ambos os textos. Por exemplo, estes dois excertos:

        “…Lucas Rincón Romero, o mesmo que, por estes dias, inaugurou uma praça na Amadora com o nome do falecido presidente Hugo Chávez. Surpreendidos? Contem então quantas ruas, avenidas e praças existem neste país com o nome de antigos dirigentes mundiais.
        Foi interessante acompanhar a indignação que este episódio causou junto das tropas da direita nacional.”
        Versus
        “É este o nome de uma petição que circula na internet e que conta já com a assinatura de cerca de 1700 simpatizantes do fascismo. A petição, lançada na passada Quarta-feira, propõe alterar o nome da Ponte 25 de Abril para o original Ponte Salazar, devolvendo, desta forma, aos fascistas, o saudoso culto do chefe.”

        • Parece-me muito diferente ter uma praça com um nome de um dirigente normal e um assassino. Para além disso, em momento algum defendi a atribuição de uma praça a Hugo CHavez. APenas referi que existem exemplos iguais.

      • J.Pinto says:

        Então quer dizer que a Venezuela é um dos países mais ricos do mundo, certo? Com tantos anos de socialismo, deve estar no topo dos países mais ricos. E de certeza que é um dos países onde se vive melhor……

        – Factos:
        – Venezuela é um dos países com mais violência urbana no mundo;
        – Venezuela é um dos países onde a inflação mais cresce (se não for o primeiro há de estar nos primeiros).
        – A população tem falta de bens essenciais;

        Não me venha com a história que a culpa é dos EUA (isso é o que dizem todos os comunistas).

        Hugo Chávez e Maduro governam na Venezuela há cerca de 20 anos, tempo suficiente para aplicar todas as medidas progressistas. Os resultados devem estar à vista…

        Lembro-lhe que a Venezuela tem as maiores reservas de petróleo e gás natural do mundo. Nem assim conseguem ser dos países mais ricos do mundo. Até isso o socialismo/comunismo de Chavez e Maduro conseguem destruir.

        • Rui Silva says:

          Como diria em economista não socialista que agora não de lembro o nome:
          “Se um deserto foi gerido por um socialista haverá falta de areia”.

          Rui Silva

      • Rui Silva says:

        Num dos países com maiores reservas de petróleo do mundo:

        Venezuela impõe corte de luz de 4 horas diárias para economizar energia.

        Já sei, é por causa do aquecimento global.

        Rui SIlva

Trackbacks

  1. […] a Paulo Portas, um tipo irrevogavelmente impecável, que até se mexe bem para aqueles lados e é de abraço com o Maduro. Ele vai lá, e, habilidoso como é, cria uma ponte aérea para a diáspora e ainda vem de lá […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s