Bilhete do Canadá: Capitalismo liberal

Vai um aranzel e peras nas tvs cá deste lado do mar.

Nos Estados Unidos, a Apple, a Microsoft e a General Electric têm perto de 2 triliões de dólares escondidos através da loja do Panamá.  Estão sem pagar ao fisco do seu país uma pipa de massa. Deve ser por isso que, em oposição a Obama, os republicanos gritam que o país não aguenta um serviço nacional de saúde universal e gratuito.  Trump e a rapaziada fina do clube dele é o que dizem.

Mas há mais: já foram detectadas 50 companhias dos Estados Unidos que gastam anualmente 20 biliões de dólares a sustentar lobbies, que são aquelas fábricas de luvas para oferecer a políticos, jornalistas e ofícios correlativos.

São Capitalismo liberal, sem regras, é mesmo ordinário.

E por ordinário, então o SOL lá fechou?

“não é correto”

Pois não. É correcto. Efectivamente.

Foi o BdP que solicitou o corte de financiamento ao Banif ?!?

Capture

A ser verdade o que é avançado pela SIC, o Governador do Banco de Portugal mentiu à Comissão de Inquérito e foi ele que esteve na origem do corte de financiamento ao Banif. Relembro que foi esse corte de financiamento que Carlos Costa utilizou como argumento para a intervenção e resolução do Banif.

Inacreditável!

 

A Goldman Sachs e os Panama Papers

um interessante artigo da Wikipédia  a partir do qual se fica a saber que a Goldman Sachs é um dos proprietários do jornal alemão responsável pela divulgação dos Panama Papers.

Objectivamente, o assunto já serviu, em Portugal, para causar danos irreparáveis numa das poucas empresas nacionais, Bial, com capacidade para competir a nível global na sua área de actividade. Talvez nos lembremos disso da próxima vez que, por causa de uma qualquer infecção, tivermos que tomar um derivado da Penicilina.

Pode ser PTE?

Dada a ausência de tomadas de posição do PAN quanto a matérias de touros e eucaliptos, será que Partido Touradas e Eucaliptos – PTE estaria bem?

A mobilidade social à distância de um balido

Congresso

Tenho pouca paciência para congressos partidários. São exercícios algo hipócritas, onde tudo aparenta ser maravilhosamente belo e convergente, apesar das facas em anexo. O líder tende a surgir perante as massas como uma espécie de Deus, os notáveis fazem fila para polir o seu calçado, os aspirantes voltam para casa com as línguas inchadas e as manifestações de discordância, quando há lugar a tal atrevimento, primam pela timidez e pela contenção politicamente correcta. Salvo raras excepções. No fundo, os congressos acabam por ser um pouco o espelho daquilo que temos na Assembleia da República: elegemos deputados para nos representarem mas os seus braços votam em função daquilo que o topo da pirâmide partidária decide. Como um rebanho que segue o seu pastor. [Read more…]

Quiosque Regional, #2, O Notícias da Trofa

quiosque-regional_002

O Notícias da Trofa
Há 13 anos a contar histórias

[Read more…]

PONTE SALAZAR – Tenhamos a CORAGEM de lhe devolver o nome original.

Ponte Salazar

É este o nome de uma petição que circula na internet e que conta já com a assinatura de cerca de 1700 simpatizantes do fascismo. A petição, lançada na passada Quarta-feira, propõe alterar o nome da Ponte 25 de Abril para o original Ponte Salazar, devolvendo, desta forma, aos fascistas, o saudoso culto do chefe. Mas existe o risco de se tratar de uma jogada humorística, pelo menos a julgar por parte do conteúdo, feito de verdadeiras anedotas. Vejamos algumas: [Read more…]