Faz todo o sentido

A Burocracia, de Rafael Bordalo Pinheiro

Isto faz sentido porque vivemos num país onde as reformas mínimas são exorbitantes, o desemprego é baixíssimo e só vive mal quem quer.

Design Social

A maravilha do Design de sistemas sociais é a sua subtileza. Vivemos hoje socialmente atolados nas “questões de género”, em nome das quais subvertemos os ritos, destruímos instituições, arrasamos as colunas que sustentam o chão e tecto da nossa casa comum, da ordem que nos permite a convivência e a própria viabilidade biológica que nos foi outorgada in illo tempore.
Não nos apercebemos, daí a subtileza, que o que está em curso é uma desqualificação ontológica e simbólica do matriarcado e a sua transformação em simples força de trabalho.

À atenção da ASAE

O sotaque do Porto imitado pelos actores lisboetas da telenovela da SIC, Coração de Ouro, faz lembrar a pior contrafacção da feira de Custóias.

Portugal, um país de chavistas sem vergonha na cara

PortasMaduro

Na imagem, para além do cumprimento caloroso entre Paulo Portas e Nicolás Maduro, podemos ver o embaixador venezuelano em Portugal, Lucas Rincón Romero, o mesmo que, por estes dias, inaugurou uma praça na Amadora com o nome do falecido presidente Hugo Chávez. Surpreendidos? Contem então quantas ruas, avenidas e praças existem neste país com o nome de antigos dirigentes mundiais.

Foi interessante acompanhar a indignação que este episódio causou junto das tropas da direita nacional. No blogue Insurgente, Rui Carmo afirma ter-se tratado de uma “homenagem da geringonça ao ditador Hugo Chávez, a que se seguiu o habitual destilar de ódio e a também habitual análise facciosa que confunde uma eleição por sufrágio com uma ditadura. Algumas pessoas não suportam que se possa usar os recursos de um país para dar uma vida mais digna para quem nunca nada teve. Que rezem um Pai-Nosso à Mão Invisível. [Read more…]

Que raio de jornalismo é este?

MCE

Não me choca minimamente que se parodie o que se tiver que parodiar. A liberdade de expressão é um dos poucos valores que ainda me fazem acreditar num futuro risonho para a nossa sociedade. Mas uma coisa é o que eu, o caro leitor ou um apoiante da direita radical diz ou escreve sobre o governo. Outra, muito diferente, é a forma como um jornalista o faz. E depois do episódio que aqui trouxe há um mês atrás, sobre a falta de profissionalismo do jornalista Bernardo Ferrão do Expresso, é do mesmo jornal que nos chega outro exemplo de como as agendas ideológicas estão a condicionar o que resta do jornalismo neste país. [Read more…]

Novas do submundo do cavaquismo

Duarte Lima acusado de se ter apropriado de 5 milhões de euros de Rosalina Ribeiro. Tudo normal, portanto.

Palavra dada, telhados de vidro

Luís Montenegro ressuscitou a célebre expressão no âmbito do caso Lacerda Machado. Dado o estado dos telhados do PSD, é preciso ter um moral de ferro.