Papéis do Panamá

Todo o burro come palha.

Porque é que o PCP defende a ditadura angolana?

Zedu

Que PSD e CDS-PP beijem o anel a José Eduardo dos Santos ou a qualquer outro ditador, não é algo que me deixe particularmente admirado. A realpolitik da vassalagem ao capital está-lhes no ADN. Já o caso do PCP é diferente. Perturbadoramente diferente. É que falamos de um partido que, pelo menos em Portugal, combateu activamente a ditadura e foi uma peça fundamental na queda do Estado Novo. Como português, um português nascido bem depois de Abril de 74, tenho uma dívida enorme para com os comunistas.  [Read more…]

Um escândalo do caralho…

.. que em Portugal passou pela Acona International Investments Limited

Crónicas Desportivas (8)- Sagan, o feiticeiro

Na despedida de Fabian Cancellara da Volta à Flandres (com muita pena nossa, a bom da verdade; assim como também lamento a despedida da equipa Tinkoff no final desta temporada) Spartacus, alcunha carinhosa pela qual é conhecido este suíço nascido nos arredores de Berna há 35 anos, julgava-se no direito de despedir-se da prova com mais uma vitória, aquela que seria a 4ª da sua carreira no Tour de Flandres, um dos designados 5 monumentos do ciclismo. Numa prova novamente marcada pelas quedas, Spartacus bem tentou anular a diferença para Sagan nos 12 km finais mas o eslovaco, campeão do mundo em título provou que é neste momento o ciclista em melhor período de forma para abordar as clássicas, resistindo à perseguição do suíço e do holandês Sep Vanmarcke da Lotto-Jumbo-NL.

[Read more…]

O PCP e o Panamá

angola
Neste escândalo das offshores do Panamá, espero não ouvir uma palavra que seja do PCP. Um Partido que defende uma ditadura abjecta e corrupta como a de Angola não tem moral para falar seja sobre o que for.
Por estas e por outras é que nas últimas eleições, ao fim de muitos anos, deixei de votar no PCP e nos seus aliados-fantoche dos Verdes e passei-me para o Bloco. Dificilmente voltarei. Porque dificilmente o PCP mudará.

De Sócrates a Lula e a Putin

Não é nada meu! (nunca é nada deles)

Carta do Canadá – Os rapazes do Paraíso

cafe paraiso

Café Paraíso, encontrado no Boas Notícias

Há poucas semanas a minha velha amiga Gisélia (Constantino de solteira), que há 50 anos geme saudades de Tomar em Angra do Heroísmo, fez o habitual telefonema que me faz reviver os tempos do bibe aos quadradinhos vermelhos e brancos, as botas de atanado e a pasta cheia de ilusões. O pai da Gisélia, muito moreno e cortês, era dono de uma perfumaria pequenina mesmo ao lado do Café Paraíso. Tinham família na Estrada da Serra, onde eu vivia com os meus pais, pessoas que eu conhecia desde Angola. Acho que conheci a Gisélia e o rio Nabão ao mesmo tempo. Depois, crescemos e cada uma foi para seu lado. A Gisélia acabou por me descobrir no Canadá e quando telefona, dá-me sempre novidades: ou está nos Açores o filho do António Campos, o farmacêutico de Santa Cita, ou terminaram as obras do mercado, ou caiu de vez o eucalipto dos Silveiras. Há semanas, dizia eu, comunicou  que o Graça, do Café Paraíso, me mandava um beijo e tinha ficado com pena de não me ver quando fui a Portugal. Fiquei tão contente!  Falámos do outro Graça do Paraíso, o Joaquim. E do Artur.

[Read more…]

Sorria, está a ser assaltado. Outra vez…

Offshore Bill

Não se preocupem, está tudo bem. É só mais um esquema de fraude fiscal e desvio de dinheiro em quantidades industriais. É só mais uma história protagonizada por banqueiros, políticos, monarcas, celebridades, terroristas e uns quantos outros criminosos, corruptos e burlões que usaram os liberalíssimos offshores para fintar a lei, lavar dinheiro e fugir às suas responsabilidades fiscais. É só mais um episódio que completa uma trilogia que promete não ficar por aqui e que já deu ao mundo enormes sucessos como Luxleaks (2014) e Swissleaks (2015). Bem-vindos ao admirável mundo trafulha dos Panama Papers. [Read more…]

Easter athletics

Com uma semana de atraso mas digno de ser visto.