Em contagem crescente


Panama-papers

Já passaram quase dois meses desde que o Expresso noticiou o envolvimento de jornalistas, ex-ministros e de um antigo presidente no escândalo Panama Papers. Desde então, nada. Vai daí, os hereges d’Os Truques da Imprensa Portuguesa criaram um mecanismo de contagem crescente onde podemos acompanhar o passar dos dias desde a polémica revelação que deu em absolutamente nada. Resta saber quantos dias terão passado quando o caso cair no esquecimento. Já não deve faltar muito. Somos sempre umas jóias do moços quando nos vão ao bolso.

Imagem via Vector Open Stock

Comments

  1. Carvalho says:

    Neste país de banqueiros ladrões e de políticos e empresários corruptos, quem é que já foi preso por roubar? Vale Azevedo.
    Isto diz muito da merda de país que somos. E da anedota dos que se dizem juízes…

  2. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Esta é a história da “erecção porque se tem vointade de urinar”, de manhãzinha, cedo, quando nos levantamos.
    Isto para aplicar palavras jornalísticamente correctas.
    O nosso jornalismo é isto mesmo: um conjunto de pessoas que, pela manutenção dos seus postos de trabalho (pensam eles) renegam o princípio básico e nobre do jornalismo: Informar e denunciar.

    Faz falta a esta classe a tal “erecção porque se tem vontade de urinar” de forma a conservar a verticalidade nas suas colunas vertebrais. O nosso jornalismo é, na sua esmagadora maioria, uma colónia de AMIBAS… e não podemos esperar que eles tenham o que a pobre AMIBA não tem.

  3. anónimo says:

    É o jornalismo de aluguer.
    Em que offshore é que o Balsemão esconde as fugas e os tráficos?
    Que testas de ferro usa?
    Quem pesquisa os caminhos do Rendeiro/BPP?

  4. Fernanda says:

    todos os fins de semana procuro mais informações sobre os ditos Panama papers e só vejo a foto de Ricardo Salgado.

    Cansei-me. Os Panama papers, em Portugal, é o Ricardo Salgado.

    E os jornaleiros do Espesso andam numa de startup/empreendedorismo subordinada ao tema – como vender tanto papel sem informar nada?

  5. Mas alguém tem dúvidas de quem está envolvido no escândalo?
    O artigo oportunista de Miguel Sousa Tavares ao”Expresso” não foi elucidativo?
    Será que já não sabemos todos quem é o presidente que está envolvido no Panama Papers?
    Algum jornalista se indignou quando o jornal de Angola afirmou que havia “jogos de lençóis entre jornalistas e magistrados portugueses?
    E a PGR porque não revela? Não tem um inquérito sobre o escândalo do Panama em mãos? Não tem os nomes?
    E porque será que o “Correio da Manhã” desta vez não viola o segredo de justiça?
    E a Ministra da Justiça porque está calada?
    E o primeiro-ministro porque assobia para o lado? Nem uma palavrinha nos diz sobre o caso?
    É por isso que não confio nesta coligação.
    Nunca houve conjuntura como a actual para denunciar e agir contra os criminosos deste país.
    Vão-se entretendo com comissões de inquérito parlamentar e depois autorizam que uma corrupta (Leonor Beleza) que foi responsável pela morte de mais de 30 jovens, vá mamar para a Caixa Geral de depósitos? (Lembram-se do caso dos hemofílicos?)
    Alguém se acredita que ela vai trabalhar pro bono?
    Raios, não havia outra pessoa a não ser ela?
    Porquê este favor e logo nesta ocasião?
    Depois, dão quarenta e dois cêntimos por dia aos reformados, pensionistas, aos que necessitam da ajuda de uma 3ª pessoa e por aí fora e, fazem uma festança.
    A corrupção e a luta prometida em campanha eleitoral contra os corruptos, fica para outra altura porque a prioridade agora é o europeu de futebol.
    Isto não enoja?

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s