Ucrânia: últimos números sem mas nem meio mas…

Mais de 10 milhões de ucranianos foram deslocados. O equivalente à população de Portugal.

Mariupol foi arrasada. Cerca de 80% das suas infraestruturas estão danificadas ou destruídas. Uma das maiores da Ucrânia e considerada russófona pelo invasor. Imaginem se não fossem.

Em boa parte da Ucrânia estão a ser bombardeados hospitais, refúgios e lares de idosos.

Os EUA e a UE querem voltar à sua confortável corrupção, comprando petróleo e gás russos, aplicando sanções fracas, falando da boca para fora sobre a democracia, convidando Putin para Davos. Os ditadores sempre escalam e o Ocidente continua dobrando. Mas desta vez existe um problema: a Ucrânia se recusa a desistir – Garry Kasparov, antigo campeão do Mundo de Xadrez (Rússia).

A agressão violenta contra a Ucrânia não para, um massacre insensato onde a cada dia se repetem destruição e atrocidades. Não há justificativa para isso. Suplico a todos os atores da comunidade internacional, para que se empenhem realmente para pôr fim a esta guerra repugnante” – Papa Francisco (para citar alguém de quem a esquerda gosta).

This is not about Ukraine at all, but the world order. The current crisis is a fateful, epoch-making moment in modern history. It reflects the battle over what the world order will look like” – Sergei Lavrov, Russian Foreign Minister (para citar outro querido de certa esquerda e de certos militares filhos de putin que andam pelas televisões).

Wohlstandsverwahrlosung.

 

Comments

  1. Artur Silva says:

    Hmmmm “a todos os atores da comunidade internacional”? Mas pensava que a guerra era só obra do Mad Vlad e não diz respeito a mais ninguem….
    Até o papa tem a coragem que falta ao nosso centrinho para não absolver a nato e a UE de toda a culpa. Aprenda com ele, Fernando, se ainda não se livrou da capacidade de raciocinar

  2. Paulo Marques says:

    Se é para citar o papa, não acredita em milagres:
    “Em nome de Deus, peço-vos: detenham essa matança! [ Em nome de Deus, escutem o grito e ponham fim aos bombardeamentos e atentados! Que se trabalhe real e resolutamente na negociação e que os corredores humanitários sejam efectivos e seguros. Em nome de Deus, peço-vos: detenham essa matança!”

    Já os doidos, cita-os quem quer.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.