PSD Lisboa em estado de sítio

O desastre autárquico que se anuncia para os lados da São Caetano à Lapa tem expressão maior no caos que se instalou na corrida à capital. Depois de várias tentativas falhadas para enfrentar um presidente que tantos à direita consideram frágil, algo que ainda assim se revelou insuficiente para que personalidades como Santana Lopes ou José Eduardo Moniz aceitassem o convite do líder a prazo do PSD, o débil plano C que Passos, a esforço, conseguiu engendrar está a criar cisões no seio do partido que já não podem ser ignoradas. [Read more…]

A luta de classes no PSD

Passamos dias a fio a ouvir Passos Coelho e respectiva corte falar na ameaça que a Geringonça representa para a democracia. Estalinismo para aqui, ataque às instituições para acolá, o paleio é sempre o mesmo, os profetas são sempre os mesmos e a profecia, apesar de revestida de vincada parvoíce, lá vai sendo propagada pela imprensa de esquerda que é controlada pela direita. Um festim para quem gosta de se rir com estas coisas.

Mas eis que, no meio da confusão em que se transformou a estratégia do PSD para as Autárquicas, somos confrontados com um exemplo de autoritarismo de Passos Coelho, que após várias tentativas falhadas, parece ter finalmente encontrado o seu candidato à maior autarquia do país. Se a escolha irá recair sobre Teresa Leal Coelho, um nome literal demais para correr bem, em breve ficaremos a saber. O que já sabemos, pelo menos a julgar pelo desabafo indignado de Mauro Xavier, publicado ontem no Facebook, é que a concelhia lisboeta não foi tida nem achada nesta escolha.  [Read more…]

A estratégia de um perdedor

Rui Naldinho

Se o domínio presencial do PSD no comentário político das televisões em sinal aberto me faz alguma confusão, pela intoxicação permanente do público sem qualquer contraditório da outra parte, no caso da blogosfera, onde existe o “livre arbítrio”, não vejo que perigo possa existir em veicularem-se opiniões de forma sistemática, a favor ou contra uma ou mais entidades, desde que elas não promovam o terrorismo, o tráfico sexual, pedofilia, tudo coisas condenadas pela Lei.

Há dezenas de blogs para todos os gostos e feitios! Cada um lê o que quer, e interage como quiser. Criar um blog não é assim uma tarefa que exija mundos e fundos. Além disso a direita tem vários blogs que não fazem outra coisa senão pura propaganda politica.

[Read more…]

Esta gente nem um corno vale

O engraçado dos discursos moralistas entre a classe política é que, mais cedo ou mais tarde, caem na inevitável contradição.

Um tal Mauro Xavier deu a cara pelo PSD contra uma suposta utilização de recursos públicos por parte do PS na última estupidez socialista dos cartazes.

Mauro Xavier declarou-se “revoltado com a utilização de funcionários da junta para a campanha eleitoral do PS” e considerou que tal utilização “não é normal quando é paga por dinheiro público”. [P]

Obviamente que eu condeno a utilização do dinheiro público para fins de propaganda partidária. E Mauro Xavier, o que pensará ele da mesma descarada situação que anteriormente o seu partido levou a cabo?

Ministra da Justiça admite que pedido verificação de medidas idênticas às do PS foi “erro” [P]

Ministério da Economia admite pedido “indevido” de informações sobre programa do PS [RR]

Neste caso, Mauro Xavier também se sente revoltado ou, por ser o seu partido, já não há problema? E sobre um secretário de estado, de uns tais assuntos europeus, usar o tempo e os meios do seu emprego para fins de propaganda económica, o que terá Mauro Xavier a dizer? E o que terá a acrescentar a restante direitola tão entusiasmada na defesa do feio Maçães, pim!, mas caladinha sobre os seus terem sido apanhados a usar os meios de dois ministérios para fins partidários?

macaes

Mas continuem com o discurso de moralismos caseiros que, ao menos, sempre dá para um post.