O indomável embuste da sobretaxa

Paulo Núncio diz que não houve manipulação mas agora é a própria metodologia do governo PSD/CDS-PP que aponta para uma “devolução” de 0% da sobretaxa. Não há meio de negar o embuste.

Devolução da sobretaxa do IRS: mais uma mentira deste governo desmascarada

Com as eleições à porta, o governo que não ia aumentar os impostos antes das Legislativas de 2011 mas que acabou por impor um aumento brutal da carga fiscal vem acenando aos portugueses com a possibilidade de reduzir a sobretaxa do IRS, no âmbito do esforço colossal que a coligação vem desenvolvendo para garantir a sua reeleição, sustentado na manipulação de indicadores económicos, promessas vãs e ataques permanentes a um recluso do estabelecimento prisional de Évora.

Acontece que, como qualquer mentira, o conto para crianças da devolução da sobretaxa do IRS foi desmontado, neste caso pelo Bloco de Esquerda, explicado neste vídeo pela Mariana Mortágua. O video tem apenas um minuto e meio e a objectividade com que a questão é explicada não deixa margem para dúvidas: as contas do governo, que sustentam a promessa de devolução da sobretaxa, assentam em impostos que não foram ainda recolhidos e no empolamento dos números da receita fiscal para criar uma folga que não existe, através de uma regra criada pelo próprio governo para reter os reembolsos de IVA e IRS das empresas e dos contribuintes até depois das eleições. Porém, se passar despercebido, este embuste só cairá por terra já depois das eleições, quando nada houver a fazer. Fica o alerta para aqueles que ainda acreditam em histórias para embalar jotas.

Mentir Para Ganhar Eleições

Vai um homem desprevenido ler certas coisas e queda-se a pensar que entre um pseudo-suposto economista e um aprendiz de amestrador de gambuzinos não há diferença. Não pode haver. Há mistificadores para todos os gostos, mas nada se compara ao mistificador demagógico socialista. O mistificador demagógico vive preocupado com a opinião dominante, hoje arrasadora da gestão demagógica do País, entre 2005 e 2011. O mistificador demagógico anda aterrorizado com o alastrar das evidências, provas, números da dolosa incompetência e malignidade de um Estado Socialista Gastador e completamente desenfreado a comissionar, por exemplo, PPP rodoviárias dispensáveis, sob o estímulo igualmente pernicioso e parasitário do banqueiro Salgado.

O mistificador demagógico socialista vive apavorado com a rejeição liminar por parte de milhões de eleitores portugueses da demagogia socialista que promete o céu, se tivermos eleições antecipadas, e promete a suavidade do dinheiro abundante em qualquer circunstância, se se remover o actual Governo e o actual Presidente, hereges blasfemos da sacral casa socialista dos soares, dos alegres e do diabo que os carregue. O mistificador demagógico socialista cai no descrédito nas televisões, rádios, jornais, nos cafés, nos transportes públicos, quando insiste na folga e na possibilidade de folga para parar com a austeridade ou na capacidade de unilateralmente a parte portuguesa obter mudanças na parte troykiana. Todavia, insiste. [Read more…]

Passos Coelho acumula cargo com actuações cómicas

Passos Coelho, revelando uma mestria própria dos grandes comediantes, declarou, num espectáculo ao vivo, que o governo deu “sentido aos sacrifícios dos portugueses“. Aproveito para revelar alguns dos dados em que, provavelmente, se baseou o primeiro-ministro/artista de stand-up para criar essa piada:

Receita fiscal aquém do esperado no orçamento aprovado em Abril

Eurostat aponta desemprego recorde de 15,7% em Portugal

Mais cortes na Segurança Social

Helicóptero do INEM em Vila Real demorará “o triplo do tempo” a socorrer Bragança

Mais de 43 mil professores sem trabalho no novo ano letivo

Custos com material escolar podem ultrapassar 800 euros em família com três filhos

Neste momento, sou forçado a parar, porque estou cheio de dores nos abdominais: o comediante faz-me rir descontroladamente; o primeiro-ministro provoca-me uma irritação pouco saudável.