Com toda a naturalidade, a maçonaria controla o país

Mac

Long story short: está em cima da mesa a saída do Secretário-Geral dos Serviços de Informação da República Portuguesa (SIRP). Segundo o Expresso, o lugar que poderá em breve ser deixado vago está a ser disputado pelas duas principais ordens maçónicas, Grande Oriente Lusitano (GOL) e Grande Loja Legal de Portugal (GLLP), com a segunda a acusar a primeira de estar sobrerrepresentada no SIRP.

Mas quem é que deu a esta gente o direito de se intrometer nos assuntos do Estado, como se de estruturas democráticas e universalmente sufragadas se tratassem? E porque raio estão os nossos serviços secretos repletos deste pessoal obscuro? Será que não chega estarem infiltrados até ao tutano nas estruturas de poder, influenciando o rumo do país em função dos seus interesses particulares, e ainda se acham no direito de controlar os serviços secretos? Alguém corra com eles se fazem o favor. Já chega de pagar aventais com o dinheiro dos nossos impostos.

Contra-informação

O fim-de-semana começou agitado para a espionagem nacional. Eram 08:03h, ainda o dia mal tinha começado, e eis que surge uma publicação no site do Expresso a dar conta de uma colaboração (secreta) entre as secretas portuguesas e a americana NSA. A notícia refere que não houve partilha de dados relativos a escutas e que esta parceria incide, fundamentalmente, nos países africanos onde – espantem-se (ou não…) – “a intelligence portuguesa é muito valorizada”. Se eu já tinha ficado espantado com a descoberta, esta semana, do cérebro de Miguel Relvas (o de Margarida Rebelo Pinto continua a monte), não posso esconder a surpresa que foi saber que as nossas secretas são muito valorizadas lá fora. Alguma coisa do aparelho de Estado que seja!

[Read more…]

Serviços Humorísticos

Os Serviços de Informações portugueses são umas construções que parecem ter sido feitas para divertir o pessoal, por outro lado, se os levarmos a sério, ficamos absolutamente aterrorizados. Por isso prefiro não os levar a sério.

Fazendo uma investigação on-line facilmente se encontram dezenas de casos de fugas de informação, algumas destas fugas têm claramente objectivos políticos, outras parecem perseguir objectivos meramente pessoais.

Mas não nos ficamos pelas fugas, nos nossos serviços de informações há de tudo!

[Read more…]