Descubra as diferenças


images (9)

Recebi um email de que ressalto o presente texto:

“A bandeira nacional da República Portuguesa que foi exposta na última reunião do Eurogrupo foi adulterada, já que em vez dos sete castelos se encontrava o que parecem ser sete pagodes. Uma adulteração que não deixa de ser irónica à luz da recente alienação ao capital estrangeiro de importantes (estratégicas e lucrativas) empresas públicas portuguesas do sector energético, na sequência dos processos de privatização promovidos e apoiados pela UE e pelo FMI. Mas que nem por isso é menos inadmissível”.

Fui à procura e, de facto, não posso estar mais de acordo com o teor do texto.

bandeira1

E nem me atrevo a comentar: seria desastroso!

Comments

  1. L. Rodrigues diz:

    É um modelo que foi produzido em massa no euro 2004 e pelos vistos ainda não desapareceu… Já na altura se falou dos pagodes.

    • Para ir ao estádio, ainda estou como o outro, porque o que interessa são as cores. Mas representar, oficialmente, Portugal?

      • Maquiavel diz:

        Com os meus conhecimentos vexilológicos, tenho a salientar que para além dos pagodes, o azul das quinas näo é o correcto, a fimbriaçäo do escudo é grossa demais. Enfim, aquilo é uma aproximaçäo torpe à bandeira oficial de Portugal!
        E näo é só a bandeira portuguesa que näo é a oficial: a da Finlândia também está errada. :O

        O Eurogrupo vai às comprar aos chineses… enquanto os chineses compram empresas do Eurogrupo! :O

  2. Bufarinheiro diz:

    Compraram na loja do chinês…

  3. Sarah Adamopoulos diz:

    sim, os chineses também andaram a fazer galos de Barcelos…

  4. eu não sou nada patrioteiro, até porque me choca ver gente como os ingleses e o americanos que até cuecas fazem com a bandeira nacional.
    Brinquei muito com o hino nacional nos tempos da escola quando nos vinham com cerimónias palermas onde se cantava o mesmo, por tudo e por nada.
    Mas acho que qualquer povo merece um mínimo de respeito e esse respeito começa pelo seus símbolos.
    Em Portugal há três, segundo a constituição.
    O Presidente da República, mas que é um enxovalho personificado da identidade nacional desde que o Cavaco foi eleito (e duas vezes)
    A bandeira nacional, que anda deslavada e rasgada por varandas e janelas, à balda, como se de galhardete de clube futeboleiro se tratasse.
    O Hino Nacional, que toma todo o seu significado quando ouvido aqui no estrangeiro (acreditem), mas que se cantarola o mais das vezes para mostrar o pouco sentido desportivo que se possui, porque se canta mais para dizer “merda” ao adversário que para glorificar o país.

    Em política todos os actos falhados têm um significado.
    Este é dos mais evidentes.
    Mas, quando se tem as atitudes que citei acima, como podemos admirar-nos com o que deles fazem os políticos?

  5. Fustibus Galaécio diz:

    Simbologia das palavras homófonas! O PAGODE (templo budista) na bandeira da REPÚBLICA PARTIDO-CLEPTOCRÁTICA DE PORTUGAL significa a tranformação do país e suas instituições num PAGODE (pândega, burlesco, etc.).

  6. Luis FA diz:

    Pior que vê-la mal desenhada e engelhada entre as demais, só mesmo alguém lembrar-se de a içar ao contrário… Embora me pareça impossível isso acontecer…

  7. Para facilitar a comparação:



Trackbacks

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s