Direita securitária quer aprovar "lei mata-processos"

Parece um contra-senso, mas acontece em Itália, onde Berlusconi perdeu definitivamente algum resto de vergonha que alguma vez possa ter tido. Leis fortes contra os fracos, fracas contra corruptos poderosos. Com canções de amor à mistura.

Comments

  1. Frederico mendes Paula says:

    É uma tristeza mas é assim. O povo gosta. Não é por acaso que ele tem maioria absoluta. Começo a pensar que é um bocado espírito latino, tipo “o gajo é o maior”. Veja-se o Alberto João, o Isaltino, etc.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.