Os dias do fim – 10 de Fevereiro de 1910


Terminado o Carnaval, é tempo de regressar à normalidade. «Findou o período de loucura e de disfarce, anualmente permitido, para que se julgue haver juizo e verdade durante o resto do ano», diz o correspondente de Lisboa do «Jornal de Notícias».
Em Braga, foram grandiosos os festejos carnavalescos promovidos pelo Clube dos Invencíveis. No Porto, foi a enterrar o alquilador José Galiza.
O noticiário internacional está marcado pelas grandes cheias de Paris – as águas chegaram a atingir 6 metros de altura. Há milhares de mortos. Neste momento, felizmente, as águas do Sena já começaram a descer. No Brasil, o navio «Minas Gerais» vai à Virgínia buscar os restos mortais do seu embaixador em Washington Joaquim Nabuco. Como principal momento da sua carreira, a luta contra a escravatura. Ainda no Brasil, morreu o poeta Luis Delfim dos Santos.
O photógrafo H. Loureiro – Nellas anuncia «Photographias Galantes» de nús a 500 réis a dúzia.
Faltam 238 dias para a instauração da República.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.