Bufos (III)

A Carlos Vidal deu-lhe para crismar  Orwell de bufo. Orwell, companheiro de Andres Nin, assassinado pelos esbirros de Estaline. Bufo. Pois. De bufaria percebe bem o PCP que Vidal defende com a fé de uma varina em Nossa Senhora dos Milagres na hora de um naufrágio. Ora vejam (este exemplo é um clássico, a crer na denúncia de alguns anarco-sindicalistas e que não anda muito estudade, insere-se numa tradição que remonta à fundação do próprio partido):

Cuidado com Eles, Avante nº 349, Dez 1964

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Bufaria, longe! Sejam de esquerda, direita, centro é tudo gente sen coluna vertebral…

  2. Carlos Loures says:

    Quando da cisão do Francisco Martins Rodrigues, a sua companheira que, como ele (membro do comité central) vivia na clandestinidade, foi completamente abandonada à sua sorte, pois as estruturas do Partido deixaramde a apoiar. Só faltou entregá-la à PIDE. Há muitas histórias da clandestinidade que podiam ser contadas. Um ex-militante (já falecido), disse-me muitas vezes que houve, inclusivamente, execuções de traidores (conceito com um amplo leque de acepções, indo desde o informador da PIDE até trotskistas, anarquistas…).

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.