Um roubo de igreja

Os castigos aplicados por esse tipo a Hulk e Sapunaru têm como fundamento considerar um segurança como um agente desportivo.

Pequeno pormenor: isso não está escrito em nenhum regulamento. Aliás, se provocaram os jogadores, e fossem agentes desportivos, cairiam sob a alçada disciplinar da Liga, o que não sucedeu.

Mais um episódio da saga Benfica levado ao colinho.

Comments

  1. Pedro says:

    Coitadinho do portinho e do santinho do hulkinho.
    o sapunaruzinho já levou caminho, mas manda um beijinho com carinho.


  2. Com outro orgão disiplinar seria “louvado”.

  3. Miguel Dias says:

    Sinceramente jota jota,
    um ateu preocupado com os bens da Igreja?

  4. Joaquim Oliveira says:

    Foi assim dada enorme relevância a supostas provocações, que ninguém conseguiu ver nas imagens da vídeovigilância.
    Foi assim dada extrema importância a supostas terríveis provocações(!?) dos stewards, tipo : “estejam quietos”, ou “vão lá para dentro”. Isto quando os jogadores do FCP se encaminhavam para o trio de arbitragem!?

    Por outro lado, as agressões de Helton, Fucille e Rodriguez, apesar de visíveis, apesar de todos as termos visto, não ficaram provadas (ou nem sequer foram investigadas).

    Por outras palavras, o que se viu não se provou… o que não se viu, conseguiu ser provado

  5. Pisca says:

    Oh João
    Um bocadinho de honestidade (ò nesta idade ou noutra qualquer)

    Ninguém lhes chamou Agentes Desportivos, estão lá porque alguém os colocou lá, leia o acordão

    E por força do Regulamento da Organização dos Jogos são impostos (feito pela Liga com o acordo dos Clubes

    Se um Hulk, ou Homem Aranha der um chapadão num maqueiro ou apanha bolas é o mesmo

    Fizeram os regulamentos agora aguentem-se

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.