Filosofia de bolso (2)

– Dantes, vivia-se menos tempo e tudo era moroso. Hoje, vive-se mais tempo e tudo é frenético. Andamos sempre em desacerto.