Este país é para padres

Como é possível só agora vir ao de cima que nos últimos 5 anos, em Portugal,  10 padres foram indiciados por abuso sexual de menores?

Há coisas fantásticas: num país onde os tablóides nos últimos anos devassam os casos deste género, quase divulgando a identidade dos agredidos e não tendo escrúpulos em publicar imagens dos acusados de agressão mesmo que apenas sob suspeita, estes 10 casos não existiram. Foram abafados  e parecem ser a pontinha do iceberg: pelos vistos nenhum contempla menores à guarda da igreja, e é aí que os casos mais graves têm sido detectados mundo fora.

Sabemos como as denúncias se sucedem em cadeia mal um caso salta para a opinião pública, daí a cumplicidade deste silêncio dos inocentes que se espera tenha agora fim.

Ou estavam à espera que seres humanos com voto de castidade não tivessem sexo?

Comments

  1. maria monteiro says:

    aflitos com a imagem lá se dedicam à ocultação….


  2. Caro João, como deves ter reparado, tenho postado muito sobre isso, pois é assunto que me arrepia. Como tu dizes é em cadeia, através de todo o mundo. Recentemente a Irlanda, Alemanha, Holanda, Suíça. Ontem foi a vez das notícias sobre a Austria e mais uma vez do Brasil. Neste último caso, dois monsenhores. Os casos foram revelados na semana passada, através de imagens captadas por uma vítima de abuso sexual, que recorreu a uma câmara oculta para filmar o padre Luiz Marques Barbosa, de 82 anos, a praticar sexo oral com um menino de coro diante de um altar. Só faltou ser em cima do altar. Bem digo eu que isto ultrapassa tudo e não tardarão as denúncias no meio da grande hierarquia. Ver video em conexão reporter (google). Chocante!

  3. Luis Moreira says:

    Isto é sórdido!

  4. Luis Moreira says:

    O Padre no Brasil dá uma explicação de estarrecer. Trata-se um caso de “confessionário” não tem que revelar nada a ninguem!!!!

  5. maria monteiro says:

    os confessionários foram inventados para isso mesmo… para ocultar


  6. Claro Maria, tribunais e justiça, nada. Isso é para os leigos. Confessa, é perdoado e… volta ao mesmo.

  7. Isabel Sousa says:

    Isto não é um caso de polícia,mas de psiquiatria…os padres e o voto de castidade…aiai.
    E traumas de infância?!
    Geralmente são mentes perturbadas e o sacerdócio não será uma mera fuga para essas cabeças que pensam com a sua massa amarela?
    Sempre foi mais fácil dominar um ser inocente e mais não digo,porque teorias da Igreja não passam disso mesmo…na nossa sociedade sempre existiram pedófilos,mas assim como o dever do professor não é deseducar ,do polícia não é roubar!!!…só há uma solução:cortar a flauta a esses padres pedófilos,porque músicos não são

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.