Em Coimbra, a maior manifestação em décadas, agora, é deixá-los mesmo à rasca

P3120245 No início, na Pr. da República, contei umas 400 pessoas. Eu e alguns jornalistas. Não sei contar manifestantes numa praça, estando no meio deles. Mas como a manifestação, ao contrário do previsto, se meteu avenida abaixo, fazendo-me o favor de passar debaixo da minha varanda, onde conto manifestantes desde a década de 70, posso dizer que foi a maior manifestação generalista desde essa mesma década. Generalista, porque entretanto houve algumas de estudantes com mais gente, já para não falar de situações como Timor.

Pormenor: saíram autocarros para Lisboa, com 250 estudantes.

Número: digo 1000 manifestantes.

É a vez dos que mandam ficarem à rasca. Até porque hoje apenas se venceu a lei da inércia, agora é não deixar parar o movimento.

Abertura. Também achei que éramos poucos, mesmo que bons.

sos
fotos: Margarida Az e Tz

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.