Sócrates, para ex-primeiro só falta o quase

O quase ex-primeiro-ministro José Sócrates anunciou hoje mais um triunfo para o país.

Tem sido assim com Sócrates, o “filósofo”: de triunfo em triunfo até à derrota terminal.

O mesmo tem acontecido com Sócrates, o político: de vitória em vitória até à crise final.

Já Sócrates, o mentiroso, andou de consenso em consenso até ao abandono total.

Por outro lado Sócrates, o ilusionista, apresentou truques de crescimento em crescimento até à recessão real.

Também Sócrates, o provinciano, foi de afirmação internacional em afirmação internacional até ao descrédito local.

E lembremos Sócrates, o engenheiro, de PEC em PEC até ao desespero mortal.

Falta apenas Sócrates, o demitido, a bem de Portugal.

Comments


  1. Não esquecer que até ao Verão do ano passado estava tudo bem. A partir de Setembro/Outubro é que se “lembraram” da necessidade de controlar o défice Público. E dois meses depois do orçamento, afinal já se passa de um perspectiva de crescimento para um futuro de recessão. O Governo, a cair, será pela mentira recorrente.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.