Dois homens, duas campanhas, um programa

A 5 de Junho os portugueses decidem que partido se coliga melhor com o FMI. O programa de governo será ditado de fora, a personalidade dos candidatos e uma ou outra marca ideológica marcarão as diferenças. Também isto explica o tom crispado da pré-campanha, os sms e as conversas por telefone ou pessoalmente.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.