O mistério das 3 PPP – II

Apesar de termos estado numas mini-férias,  o INE não parou, demonstrando simultaneamente um grande sentido patriótico e um ainda maior sentido de oportunidade pela criteriosa escolha do momento do anúncio. Como se sabe, tal não poderia ter esperado por hoje, ou défice iria muito além dos anunciados 9.1%.

O que eu não percebo é que, apesar do fim-de-semana prolongado, foram abundantes as notícias sobre o caso mas continuamos sem saber quais são esses três contratos (“dois dos quais correspondendo a contratos renegociados de ex-SCUT”, diz o INE).

Não sou jornalista, logo talvez não seja a pessoa mais indicada para opinar, mas parece-me que este aspecto tem muito mais interesse jornalístico do que o desviar de atenções lançados pelo útil Lello com as suas declarações foleiras.

Adenda 1: confirma-se que o caso Lello é para continuar a desviar atenções. Tristes.

Adenda 2: Graças a um comentário neste post, deixo a informação que me havia escapado sobre quais são esses contratos.

Os investimentos em causa são, por um lado, as concessões Scut do Norte Litoral (concessão Euroscut/Ferrovial, com investimento de 318 milhões de euros) e da Costa de Prata (concessão Ascendi/Mota Engil, com investimento de 320 milhões), em que entretanto foram introduzidas portagens e onde se registam elevados volumes de tráfego. Por outro lado, está também a concessão do Túnel do Marão, uma auto-estrada com cerca de 30 km de extensão, situada entre Amarante e Vila Real e que inclui um túnel de 5,6 km, que será o maior túnel rodoviário nacional. Esta obra, orçada em cerca de 350 milhões de euros e concessionada à Somague, apenas deverá estar concluída entre o terceiro e o quarto trimestre de 2012.» Público

Comments


  1. Isto anda mal, mas o jornalismo ainda não anda tão mal como isso:

    http://economia.publico.pt/Noticia/portugal-subiu-defice-por-causa-de-investimento-em-tres-ppp_1491132

    • jorge fliscorno says:

      Ah, muito obrigado 🙂 Ainda ontem procurei extensivamente e dei sempre apenas com a citação do INE. Falha minha, claro.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.