Inspeção técnica dos edifícios ou o ganha-pão de uns quantos

«Desafio o PSD e o Governo a tornar obrigatória a inspeção técnica dos edifícios, à semelhança do que acontece com os carros, para permitir a sua habitabilidade», disse Helena Roseta, numa conferência sobre a reforma da Lei de Reabilitação Urbana, organizada pelo grupo parlamentar social-democrata. [TSF]

Ouvi com incredulidade esta proposta da inspecção técnica de edificios obrigatória a cada 8 anos. Que até já teve o aval do senhor Ruas.

Se alguma vez isto entrar em vigor, será mais uma investida da máquina burocrática estatal contra o individuo. Com a habitual desculpa de ser para o bem de todos, isto não passa duma proposta para, novamente, o Estado se substituir ao cidadão e uma desculpa esfarrapada para uma infinidade de tachos, de mais técnicos e de rendas e vendas mais caras. Tudo com o alto patrocínio dos habituais parvos – os contribuintes.

Esta gente só não merece o desprezo total porque a loucura deve ser supervisionada. Livrem-nos destes que acham que ter o poder lhes dá legitimidade para todo o devaneio que lhes aprouver.

Boas notícias, porém, para alguns técnicos, que assim poderão ganhar mais trabalho (sintam-se à vontade para me insultarem na caixa de comentários).

Comments

  1. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Não sei se concordo com o que é dito – sei que hoje, e mais uma vez hoje em notícia – e imagens de TV – não morreram os habitantes, mas ficaram muito feridos senhora de idade e bébé, que foram assistidos pelo INEM mas tiveram de ser transferidos para Lisboa com graves queimaduras devido a explosão de gás, numa habitação unifamiliar, por rebentamento de esquentador – São cada vez mais frequentes as notícias de acidentes graves, e com fogo, em habitações que são afectadas, e com mortos, por explosão de gás. A minha própria casa foi afectada pelo terramoto de 1967, tendo as paredes ficado danificada nas paredes que apresentam grandes fissuras, quebra de molduras de pedra de portas, logo visitada visitada pelo senhorio, mas que até hoje nada fez de reparação conveniente, habitação que terá pelo menos 70 anos de construção – embora casa de alugar é de minha iniciativa, porque todas as infraestruturas de condução de electricidade e gás são da idade da casa, já mandei fazer, mas comoinquilina não me é permitido descascar paredes e verificar a saúde das canalizações

    • Tiro ao Alvo says:

      Quanto paga de renda de casa? Isso é importante para entender as suas razões.

    • jorge fliscorno says:

      Mas para as explosões de gás já há inspecções obrigatórias.

      Quanto ao problema das obras a fazer por inquilinos, já há legislação a obrigar a obras. Se não funciona não será mais legislação que fará passar a funcionar.

  2. Carlos II says:

    Estou convencido que não vai aparecer muita gente a dizer mal do seu post. O sr. tem razão. Pode aceitar-se vistorias periódicas para gás, por exemplo, mas nunca como parece defender a Roseta.

  3. Observador says:

    Tem toda a razão.

    Isto é um perfeito disparate. Mas, se o estado quer dar o exemplo, então certifique primeiro todas as suas instalações, hospitais (passem por V.N. de Gaia), escolas, tribunais, esquadras, repartições de finanças, câmaras municipais, juntas, etc., etc..

    • Tiro ao Alvo says:

      Mesmo assim, acho um disparate o que andam a propalar. Eu acho é que, antes de certificar os edifícios, deveríamos certificar as pessoas, sobretudo as pessoas com poder, dentro da “máquina” do Estado. Mas isso é complicado, e o povo, até agora, não tem valorizado esse aspecto. Vamos a ver o que o futuro nos reserva.

  4. mortalha says:
    • jorge fliscorno says:

      Tem toda a razão. Não foi por haver uma lei obrigando inspeccionar as pontes que esta deixou de cair.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.