Alegado post

Alegadamente, estou a escrever um post.  Alegadamente, apesar dos dedos martelarem as teclas e os caracteres brotarem no branco do ecrã. Falta-me um agente da autoridade que observe o acto e ateste a autoria pelo que me fico pela alegação.

Comprovadamente, por outro lado, a PJ deteve nove pessoas e apreendeu três toneladas de haxixe. Já os criminosos são alegados, apesar de apanhados em flagrante delito.

Nas notícias, quando se fala de ilegalidades e de crimes nunca há é raro haver uma acusação directa, mesmo quando a situação é tão clara como estar numa embarcação com três toneladas de droga. É um jornalismo sem garras e receoso dos processos por difamação, mole e acomodado, um pouco à imagem dos próprios portugueses.

Irish IndependentVeja-se esta capa do Irish Independent aqui ao lado. Diz  «Batoteiro fiscal Wallace pede mais impostos (…) Fê-lo sem que fornecesse informação sobre o acordo fiscal de 2.1 milhões de euros entre a sua empresa e o fisco. (…) Apesar de ter duplicado o salário pago a si mesmo e ao seu filho (…) Deve 40 milhões de euros aos bancos e a sua empresa deve 2.1 milhões ao fisco.» Preto no branco, este deputado irlandês é chamado de batoteiro por um jornal enquanto que, ao mesmo tempo, os seus negócios escuros saltam para a primeira página.

No alegado país onde vivemos, um alegado jornal daria uma alegada notícia destas dizendo que o alegado deputado A ou o alegado ministro B defenderam mais austeridade efectiva (esta não seria alegada) e acrescentaria que o alegado membro da oposição, C,  manifestou-se contra (este, declaradamente). Posteriores alegadas notícias falariam dos alegados conflitos de interesses, das adjudicações alegadamente ilegais e das alegadas promiscuidades entre estado e privados. Para compor o ramalhete, por fim a alegada justiça entraria em acção com alegadas investigações que acabariam em nada (um efectivo nada).

Para não me ficar pelas alegações, aponto um exemplo concreto. Sem voltar aos clássicos Freeport, Cova da Beira, BPN, submarinos, Comporta, etc., etc., escolho o recente caso do Pavilhão Atlântico. Numa ronda pelo Expresso, SOL, Público e DN ficamos a saber das  razões da escolha e até da ligação política. Mas é preciso ler, por exemplo, o Aventar ou o Der Terrorist para que os aspectos sombrios no negócio sejam aflorados.

Finalmente, recordo que  isto é um alegado post, pelo que alegadamente não escrevi uma linha do que aqui está. Como podia? Tudo está alegadamente bem.

Comments

  1. Tiro ao Alvo says:

    Tem tofda a razão. Já não possom mais com essa do alegado, dos alegados.
    Para que é que servem as escolas de jornalismo?

  2. edgar says:

    “Quem lembrou que os gastos do Estado com as parcerias público-privadas estão estimados em 38 mil milhões de euros? (Há estimativas de despesa contratualizada de 50 mil milhões). Carlos Moreno.(13)
    Quem salientou que o pagamento de juros (da dívida de perto de 20 mil milhões de euros das empresas públicas de transportes) representa 75% dos prejuízos? José Manuel Viegas.(14)
    Quem pretenderá ocultar o conflito de interesses da auditoria a 36 parcerias público-privadas e a 24 concessões, encomendada pelo Governo à consultora Ernest &Young, que trabalha para os grupos José de Mello Saúde, Somague e Águas de Portugal, Endesa e Iberdrola, entre vários outros, parte interessada em várias PPP, como Lusoponte, Auto-Estradas do Atlântico, Auto-Estradas Túnel do Marão, Barragens de Gouvães, Alto Tâmega, Daivões e Girabolhos, Hospital de Braga, Hospital de Vila Franca de Xira? ”
    -Tráfico & Corrupção, doença genética do capitalismo (César Príncipe – ODiário.info)-

    À medida que a crise se agrava o tráfico de influências e a corrupção aumentam como se tivessem consciência de que correm contra o tempo

  3. Amadeu says:

    Acho que o meu amigo está a passar dos limites.
    Olhe que leva com um processo que não terá nada de alegado.
    E mais. Alegue o que alegar, andará por 5 anos por tribunais alegadamente independentes, será julgado por juizes alegadamente imparciais, pagará um balúrdio a advogados alegadamente amigos da sua causa e poderá ser obrigado a pagar uma indemnização de alegados danos ao material genético dos netinhos do nosso mais que alegadamente querido presidente.

  4. Alegado país!
    Rir alegadamente ainda não paga impostos!

  5. nightwishpt says:

    O problema é que os jornalistas (nem sequer os jornais) têm dinheiro para continuar a levar processos até ao Tribunal Europeu, que é o único sítio onde a lei e os tribunais portugueses levam nas orelhas.
    Se depender dos nossos, tem que haver sempre muito respeitinho aos nossos filhos da puta.
    Alegadamente.

  6. José says:

    Se eu fosse uma pessoa que não sou tinha que dar 19 valores a este alegado post, só não dou 20, porque a certa altura o Jorge esqueceu que cá não há jornalistas, há alegados jornalistas, não há Juízes, há alegados magistrados e por aí fora.
    Os jornalistas são autênticos algozes quando tratam canalhices de pouca importância, um suspeito é julgado e condenado antes de chegar a uma esquadra de policia, se for um zé-ninguém, acusam e depois, naturalmente, perdem-lhe o rasto e os leitores também, Como o desgraçado vai viver depois da notícia é com ele. Com alegados patifes o tratamento da noticia é cuidadoso, deixando por isso de ser notícia, Quase sempre paira sobre o alegado o manto de dúvida que confunde quem não gosta de julgar pelas aparências, não cria qualquer desconforto a quem se está marimbando e agrada bastante aos criminosos.

  7. Nuno Castelo-Branco says:

    E há mais neste paraíso politicamente “correcto”. Quando a tv fala de “jovens” apanhados em flagrante delito, sabemos o que “jovens” significam. Quando fala de “comerciantes” apanhados a venderem droga na feira, também sabemos logo o que a tv quer dizer sem o ousar. Como vês, a censura jamais deixou de existir, apenas recauchutou-se, arranjando palavras passe ou passando pura e simplesmente à omissão.

  8. Alegadamente à 20 atrás um alegado amigo meu que é policia da psp, prendeu um assaltante alegadamente em flagrante delito. O alegado ladrão foi à presença do alegado senhor doutor juiz e porque alegadamente foi preso em flagrante foi libertado na hora.
    Passado alguns dias, o alegado policia andava sozinho a fazer a ronda nocturna habitual e alegadamente foi parar ao hospital porque foi agredido pelo alegado assaltante que passou a ser um alegado agressor justamente com os seus alegados amigos.
    Alegadamente ficou todo em águas de bacalhau (como é hábito em Portugal) e o alegado policia recuperou alegadamente de umas costelas fracturadas de que hoje ainda se queixa cheio de dores alegadamente.
    Portugal é assim alegadamente.

    Quanto aos jornalistas tem alegadamente de andar na linha, senão aparece-lhes à frente um alegado ministro, com um alegado canudo lusófono a ameaçar com alegadas represálias.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.