A história de uma fotografia


Ou melhor, de um abraço, fotografias ficaram muitas.

Comments

  1. João Silva says:

    Notório! A ingenuidade de um gesto! Um momento, por entre a banalidade de todos os que vivemos, que acaba por ficar!

  2. maria celeste ramos says:

    Se há fotografias belas do 1º maio 74 e de 17 set e outras da historia recente do país esta é das mais belas – tão bela que devia correr mundo

  3. maria celeste ramos says:

    Acaba por ficar como a do menino a meter cravo na boca da espingarda no 25 abril 74 – deveria )?? desculpem) ser posta ao lado desta – abril 74 set 2012- beleza tão simples e espontânea – comovente à portuguesa

  4. maria celeste ramos says:

    SIC-21:10-Agora é Mourinho que está triste e diz que não tem equipe – já pperdeu 8 pontos – diz que a eqipe está focada em “outras coisas” – O Real Madrid talvez esteja a querer que Mourinho saia – os jogadores têm mais poder do que se imagina – e portugueses a vencer em Espanha é caso para perguntar como “conseguem” – se calhar ainda irão acusar Mourinho – se calhar é a altura de voltar a casa pois que aqui é respeitado e faria o que sabe fazer com sucesso a não ser que também houvesse “toupeiras”

  5. maria celeste ramos says:

    Kate em topless dá a vender todos os jornais que gostam de se alimentar do “normal” – mas de facto os ingleses inventram os tablóides e não há nada a fazer – inglês que se preze é tablóide – por mim iria nua para Trafalgar Square para saciar os insaciáveis – mostram agora o Zé Povinho de Bordalo – só os portueses fazer este tipo de crítica sem a pornografia à ingleza – ah grande Bordalo da terra onde tantos anos vivi e era onde os lisboetas íam passar férias e os fugidos de Hitler que não queriam ou podiam demandar os USA, se instalaram e ficaram e até honraram o lugar que os aceitou “sem bombas” nem críticas – viveram tão em paz que ficaram vê-se nos nomes de famílias que aqui continuam – aliás como recentemente fazem muitos emigrados de Leste – não são os “vitorinos” e “Mendes” que tanto falam que honram o país e o apreciam – até a minha funcionária russa que eu adoro e ela a mim e o meu gatinho ficou aqui para sempre e prefere aqui limpar casas dos outros do que ser engª mecânica na sua terra – querida Irina – amanhã cá a terei depois de anos – e já casou com engº português

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.