Talvez para umas sopas de cavalo cansado (e sim, há quem precise de regressar às aulas)

A história de uma fotografia


Ou melhor, de um abraço, fotografias ficaram muitas.

Serviço público…

Compensa o “sacrifício” de alguns políticos em prestar “serviço público” no governo da República? Aqui ficam 15 exemplos…

Desidério Murcho sobre o acordo ortográfico

Cristalino: O acordo ortográfico outra vez.

Diz que há funcionários públicos a mais

É fácil encontrar nas notícias os vários sinais da crise que o cidadão comum, eterno sísifo, suporta todos os dias. Hoje, apetece-me realçar este título: Segurança Social tem 154 técnicos para 37 mil casos de regulação parental. A leitura da notícia torna evidente a falta de recursos humanos num campo em que as resoluções tardias afectam a vida de milhares de crianças.

Entre actuais governantes, respectivos conselheiros e opinantes da mesma cor, fazem-se sempre umas contas muito simples e descontraídas: Portugal tem funcionários públicos a mais. Sem se perder tempo com estudos ou com planeamento, faz-se de conta que o conjunto de ordenados de profissionais qualificados é o mesmo que despesa e, levianamente, atira-se com a necessidade de despedir ou, no máximo, com a alegada benesse de baixar salários para evitar despedimentos.

Enquanto o país prossegue o seu naufrágio, comandado por roedores, é vê-los fugir em todas as direcções: Coelho vai em frente; Portas sai porta fora.

PEN Internacional condena por unanimidade o Acordo Ortográfico

Uma óptima notícia:

Foi aprovada por unanimidade no 78.º Congresso do PEN Internacional, que reuniu na Coreia delegações de 87 Centros de todo o mundo entre 9 e 15 de Setembro de 2012, uma resolução do Comité de Tradução e Direitos Linguísticos (CTDL) que manifesta uma evidente preocupação pela ameaça à língua portuguesa representada pelo Acordo Ortográfico de 1990 (AO/90). Tal resolução, traduzida na íntegra a seguir, inclui anexos explicativos de todo o processo. A incredulidade manifestada pela maioria dos escritores presentes, que se interrogavam como se teria chegado a tal situação, justificou a posteriori tal inclusão.

Lutero

Longa-metragem sobre a vida e a obra de Lutero, o fundador da primeira igreja protestante. Com Jospeh Fiennes no papel principal.
Está também disponível na net um outro filme, de 1953, sobre Lutero.
Ficha técnica

Da série Filmes para o 8.º ano de História
Tema 5 – Expansão e Mudança nos secs. XV a XVI
Unidade 5.2. – Os novos valores europeus

Por Terras de Cervaria (III)

Loja no centro da vila

O dia em que um povo saíu à rua

Este slideshow necessita de JavaScript.