Quem consegue dormir direito ou esquerdo?

É o desemprego em massa dos professores,

é a TSU,

são os salários que estão mais magros a cada ano que passa,

foi o investimento em formação académica (licenciatura e mestrado e livro publicado) que não teve nem tem contrapartidas financeiras (só a realização pessoal) –  o ministro não foi Gago ao exortar os portugueses a voltarem à escola e a conquistarem o canudo e o título de  «doutor»,

são agora as dezenas de vozes a apregoar pelo ensino profissional (o outro, o Paulo Rangel, que escreveu esta semana «Pelo direito fundamental a não ser dr.»),

é o outro, quase gago, que nos pede mais sacrifícios,

é a outra, também sabida em Finanças, a Ferreira Leite, que até é do mesmo partido do PM, a avisar o governo que se não «arrepia caminho» este país fica destroçado,

somos nós que não dormimos a pensar onde podemos cortar ainda mais nas despesas,

que ganhamos menos que há 4 anos, por exemplo,

nós que até somos sortudos em ter trabalho, mas não sabemos até quando,

é o outro, um José, que desesperado já aos 28 anos, se resignou, baixou a cabeça e aguarda de braços cruzados que lhe arranjem emprego,

são os outros, «vão p´ro diabo», que se lembraram de mandar erguer uma Cidade do Futebol,

é o mimado do CR que chora, choras porquê, “menino da lágrima”? – olha à tua volta!

é o futuro dos nossos meninos, dos nossos filhos, que nos preocupa…

A eles não queremos que falte o necessário.

 

Vamos todos fotografar

A Maria João Nogueira criou um blogue só para publicar fotografias das manifestações de15 de Setembro.

Basta tirar a foto, enviar para o endereço fotosdamanif@gmail.com ou para o endereço fotosdamanif@sapo.pt (é indiferente, chegam cá de qualquer forma). No subject, indiquem a localização (Lisboa, Porto, Coimbra, etc….), e, já agora, assinem, para que as vossas fotos fiquem creditadas.

Espero contribuir. Mas infelizmente como grande angular só vou ter uma objectiva de 28mm. Não me parece que chegue.

O governo e o general brejeiro

Mais um esquerdista, ainda por cima malcriado. Jorge Rebelo de Almeida, da Conferação de Turismo e presidente do Grupo Vila Galé, fala da forma muito peculiar como este governo impõe a sua austeridade.

Quando uma imagem vale por muitas palavras

O cobarde entrou pela porta do cavalo

Está mais parecido com Sócrates a cada dia que passa. Já não bastavam as mentiras, as promessas não cumpridas, a desfaçatez, a falta de vergonha e a «coragem» de ser forte com os fracos, que não com os fartos.
Agora é também a cobardia e o medo do povo. Tanta cobardia e tanto medo que não tem qualquer problema em entrar pela porta do cavalo para fugir a uma manifestação pacífica.
Pela porta do cavalo! Que atitude tão indigna por parte de um primeiro-ministro! Será que não tem vergonha?
Também hoje, o Álvaro da Economia cancelou uma visita a Cinfães, onde também tinha à espera uma manifestação pacífica. A cartilha do chefe faz escola. Vão andar os próximos 3 anos a fugir do povo?

Boa leitura

Quarto artigo de Manuel Loff sobre o revisionismo em Rui Ramos.

Solução para o défice: pornografia (com vídeo)

Portugal exporta filmes pornoO Aventar disponibiliza um filme completo.

A quem espalha o medo, responder com coragem

Era fatal como o destino: quem tem medo das manifestações de amanhã tinha de espalhar o medo de incidentes. Claro que em todas as multidões pode haver confusões e violência, mas não vejo notícias destas quando, por exemplo, as pessoas se juntam para celebrar uma vitória num jogo de futebol.

Nem de propósito, este comunicado de um insuspeito sindicato de polícias parece-me ser uma boa resposta. Até os polícias lá vão estar, manifestando-se.

Tenham medo, muito medo, Portugal vai sair à rua.


Adenda: Ana Nicolau desmente o Público.

Nuno Crato, o fugitivo

Li com o Olhar do Miguel, uma pergunta da Bárbara que eu gostaria de ter feito.

Eu era menino para tentar acertar na resposta: porque tem cu!

Ou antes, na 5 de outubro, outrora a casa ministerial, seria cu a resposta.

Nas Laranjeiras teria que dizer Ânus.

Mas cu ou ânus, o medo é o mesmo e mais vale fugir! É que há os heróis mortos e os cobardes vivos.

Mundo estranho, Leonardo da Vinci – O homem que queria entender de tudo

Excelente documentário, legendado em português, sobre a vida e obra de Leonardo da Vinci um dos nomes maiores do Renascimento. Sobre da Vinci, de resto, o mais difícil é escolher, tal a quantidade e qualidade de documentários e filmes diponíveis na net. O clássico A vida de Leonardo da Vinci, por exemplo, também está disponível. Com mais de 5 horas de duração, não esá legendado.

Da série Filmes para o 8.º ano de História
Tema 5 – Expansão e Mudança nos secs. XV a XVI
Unidade 5.2. – Os novos valores europeus

Por Terras de Cervaria (I)

A entrevista de justificação de Passos Coelho