2014 com défice de 4.0, dizem

orcamento estado 2014 - defice previsto

Acredita quem quer. Você quer acreditar?

Garantido, garantido, é o aumento de impostos e de cortes em rendimentos e pensões valerem 3.9 mil milhões de euros, ficando em linha com o número mágico dos 4 mil milhões que Passos Coelho e seus muchachos já há um ano vinham aventando. Meta que se propõem atingir à custa de suor, o nosso, e hipocrisia, a deles.

Hoje assistimos apenas a mais um acto da peça revista em 2008 com a nacionalização do BPN, com capítulos no forte endividamento público quando as contas tal desaconselhavam, plena de monólogos da transferência massiva de capital para a banca, composta por figurinos a absorverem todo este esforço com os juros da dívida e usando maquilhagem de contratos de risco em forma de swaps. Uma ficção para a qual estamos a pagar bilhete sem nos terem perguntado se queremos assistir.

Comments

  1. nightwishpt says:

    Está descoberta a reforma no estado: cortar ilegalmente nos ordenados, cortar ilegalmente pensões, cortar ilegalmente o acesso à saúde e à educação.

  2. “Uma ficção para a qual estamos a pagar bilhete sem nos terem perguntado se queremos assistir.”

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.