Melhor negócio, só o das armas

cortes sns

O ministro da Médis diz que a greve dos médicos é política (como se não o fossem todas) e corporativa. Ora em defesa da sua corporação, a da medicina enquanto negócio, os números são evidentes.

Trocar o direito à saúde pelos lucros fáceis da burguesia encostada ao estado foi a política deste governo. Melhor negócio só o das armas, como afirmou a primeira escolha de Passos Coelho para o ministério da Saúde. Não falamos só de canalhas, mas de canalhas homicidas. Tal como os da indústria de armamento.

Fonte: estudo de Eugénio Rosa (em pdf).

Comments

  1. campanha direta says:

    adorei o post !


  2. Ao ouvir a bastonario da ordem dos medicos a defender o SNS , veio-me a memoria uma declaração dum pedofilo sobre o seu amor pelas crianças. Deve ser um erro de memoria já que aparentemente o medicos chefe da ordem não se consta que seja pedifilo.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.