Enquanto os europeus se entretêm a interceptar aviões russos

Moscovo e Teerão firmam acordos para reforçar a capacidade nuclear do regime dos ayatollahs. Tudo para fins civis, claro!