Pela Liberdade, sempre…

ParisE respeito pela autodeterminação dos povos, a presença de Netanyahu em Paris pode ser aproveitada para negociar a libertação e permitir o nascimento do Estado da Palestina. Sem prejuízo ao direito de Israel existir e viver em paz…

Comments


  1. Seria, de facto, um efeito muito interessante decorrente do radicalismo islâmico. Infelizmente, porém, já não consigo ser otimista em relação a estes dois povos…

  2. Nightwish says:

    “a presença de Netanyahu em Paris pode ser aproveitada para negociar a libertação e permitir o nascimento do Estado da Palestina.”
    Hahahahahahahahahaha


  3. A si puxa-lhe sempre o pé para a chinela!
    Bahhhhh….

  4. Hélder P. says:

    Negociar com Netanhyu é como falar para uma parede. Ou para o muro das lamentações, infelizmente.


  5. em matéria de recuperação deram com os burrinhos na água.
    Pelo menos em França.
    ninguém lhes ligou a mínima importância, a pesar da gritaria e da manipulação mediática.

    O perigo é que agora passem por cima do povo para recuperarem a coisa, mas no rescaldo da manifestação.
    Mesmo assim a tarefa vai-lhes ser muito mais difícil agora.
    Graças a nós.
    é isto a democracia.


  6. Se lerem a Time da semana passada vão ver que esta ideia do radicalismo islâmico poder vir a contribuir para a paz entre Israel e a Palestina não é tão disparatada quanto isso, apesar do meu pessimismo.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.